Iris Rezende vence e se torna prefeito de Goiânia com 57,70%

Já seu oponente, Vanderlan (PSB), obteve 42,30% dos votos.

Iris Rezende (PMDB) foi eleito pela quarta vez prefeito de Goiânia neste domingo (30). Segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), com 100% das urnas apuradas, ele recebeu 57,70% dos votos válidos (379.318), vencendo o seu oponente, Vanderlan (PSB), que obteve 42,30% dos votos (278.074). O peemedebista representa a Coligação Experiência e Confiança (PMDB, PRP, DEM, PDT, PRTB e PTC).

Iris Rezende tem 82 anos e nasceu em Cristianópolis, na região sul de Goiás. Em 1949, mudou-se com a família para Goiânia, onde começou sua militância política ainda na adolescência. Formou-se em direito na Universidade Federal de Goiás (UFG) e, um ano depois, em 1959, foi eleito vereador. Na época, o candidato com maior número de votos e mais jovem da história da capital, aos 25. Em 1962, foi eleito deputado estadual e, em 1965, assumiu a Prefeitura de Goiânia, mas foi cassado pela ditadura militar antes que o seu mandato chegasse ao fim.

Iris Rezende (Crédito: Reprodução)
Iris Rezende (Crédito: Reprodução)



Campanha


Ao longo da campanha para o 2º turno, os candidatos travaram uma verdadeira batalha nas propagandas eleitorais. Trocas de acusações, incluindo até mesmo personagens usados nas propagandas, ocorreram nas veiculações de ambos os postulantes. Eles tiveram propagandas suspensas e direitos de respostas.

Por conta de irregularidades em uma das campanhas, Iris Rezende foi condenado a pagar uma multa no valor de R$ 1,1 milhão. Segundo a juíza eleitoral Rozana Fernandes Camapum o peemedebista veiculou programas, sem identificar sua legenda, criticando o candidato adversário. Ainda cabe recurso da decisão.

Já Vanderlan e sua esposa, Izaura Cristina Cantanhede Peres Cardoso, foram condenados por improbidade administrativa por no meio da campanha para o 2º turno. Os autos remetem ao período entre 2005 e 2010, quando eram, respectivamente, prefeito e primeira-dama de Senador Canedo, na Região Metropolitana da capital. Segundo a decisão, o casal usufruiu de forma particular de um escritório de advocacia, contratado para prestar serviços ao município e que também foi condenado. A decisão também ainda cabe recurso.



Propostas


Durante a campanha, Iris Rezende afirmou que uma das suas metas, se eleito, é zerar o déficit de vagas nos Centros Municipais de Educação Infantil (Cmeis). Segundo ele, serão construídos “tantos Cmeis quanto necessários”.

Além disso, ele afirmou que quer transformar o ensino fundamental em integral, com a implantação de 20 escolas que oferecerão 8 horas diárias de aulas. Segundo o candidato, serão disponibilizadas cerca de 15 mil vagas para estudantes de 6 a 14 anos.

Outra  proposta de Iris é a recuperação de mais de 3 mil quilômetros de vias. Ele afirmou na campanha que, já no primeiro ano de mandato, pretende começar o asfaltamento de todos os novos bairros habitados da capital.

O peemedebista garante, ainda, que vai investir na Companhia de Urbanização de Goiânia (Comurg) e que tem como objetivo “transformar a cidade na capital mais limpa do país”. Para isso, pretende reforçar a coleta seletiva de lixo.



Veja como foi a votação em Goiânia:



- Iris Rezende (PMDB): 57,70%

- Vanderlan (PSB): 42,30%

Fonte: Com informações do G1
logomarca do portal meionorte..com