Em assembleia, motoristas decidem greve por tempo indeterminado

A greve dos motoristas de ônibus começou às 0h de segunda.

Em assembleia realizada na manhã desta segunda-feira (30), na sede do Sindicato dos Motoristas Rodoviários de Teresina (SINTETRO), motoristas, cobradores e fiscais despachantes decidiram por grevar por tempo indeterminado. O movimento foi iniciado às 00h de hoje, provocando filas de passageiros nas paradas de ônibus, como na Praça da Bandeira e Praça Saraiva.

A dona de casa, Anailsa da Paz afirmou que está há mais de uma hora na parada da Praça da Bandeira, esperando um ônibus para ir para o jardim Europa, na zona Sudeste da Capital. Ela falou que para chegar ao centro enfrentou dificuldades, teve que sair de moto com seu marido até o bairro Todos os Santos e depois pegou um ônibus alternativo até o Centro. Ela está esperando o transporte com o filho de colo, Renady da Paz.

A dona de casa Francisca Leal disse que já faz 40 minutos que espera um ônibus na Praça da Bandeira para Timon, onde mora. “Vim de Timon em uma van lotada. Todos em pé, no maior desconforto”, declarou.

O usuário Moacir Vieira disse que também enfrentou dificuldades ao sair de Timon e aguarda transporte para voltar para a cidade.

O secretário geral do SINTETRO, Ajurir Dias, disse que os grevistas foram surpreendidos com a decisão do Tribunal Regional do Trabalho do Estado, que estabeleceu que 70% da frota, de 440 ônibus, circulem.

“Como a decisão foi tomada no domingo, nos surpreendeu. Estamos no primeiro dia de greve e nos pega de forma inesperada essa decisão, forçando a circulação de 70% dos ônibus. O que mobiliza a greve, mas estamos obedientes a liminar e os ônibus estão saindo de acordo com a decisão da desembargadora Liana Chaib”, declarou.

A categoria decidiu fazer manifestação nas ruas para marcar a greve. 

O presidente do Sindicato dos Motoristas Rodoviários de Teresina, Fernando Feijão informou que os trabalhadores do sistema de ônibus urbano de Teresina estão solicitando um aumento de 10%. Segundo ele, atualmente os motoristas ganham R$ 1.678.00 por mês, os cobradores tem salários de R$ 1.027.00 mensais e os fiscais despachantes recebem R$ 1.106.00 por mês.

Fonte: Efrém Ribeiro
logomarca do portal meionorte..com