Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Em Parnaíba, pacientes com Covid-19 recebem visitas virtuais

Hospital está usando a tecnologia para humanizar e diminuir a distância entre pacientes internados e os seus parentes

Compartilhe

Três psicólogas que compõe a equipe de Comunicação do Setor Covid-19 do Hospital Estadual Dirceu Arcoverde (HEDA), unidade localizada em Parnaíba (PI), começaram a executar visitas virtuais para pacientes internados com o novo coronavírus. A iniciativa consiste na realização de videochamadas mediadas por psicólogos entre pacientes e familiares por meio de tablet ou aparelho celular. 

Julianna Sampaio de Araújo, psicóloga e coordenadora do Setor de Psicologia do HEDA relata que a ideia do projeto partiu da necessidade de minimizar os efeitos negativos que o isolamento social impõe aos pacientes internados no hospital. De acordo com a coordenadora, como presença de acompanhantes e visitas presenciais são impossibilitadas, pacientes passam a apresentar sintomas de ansiedade, depressão, rebaixamento de humor e tristeza.

Com a implementação das visitas virtuais eles têm apresentado melhoras. "Por meio desse serviço, podem ver/conversar com os seus familiares, falar como tem se sentido e tranquilizar sobre como tem passado. É notória a melhoria de humor dos pacientes que passam a nos solicitar pvisitas.  É perceptível também que eles se tornam mais adeptos ao tratamento, mais colaborativos", enfatiza.

Julianna acrescenta que isso também é uma forma de transformar a atenção hospitalar em um cuidado mais humanizado e personalizado. Esse tratamento somou mais uma melhora na comunicação e busca de minimizar o sofrimento provocado pelo distanciamento social nos 26 leitos do HEDA.

"As visitas acontecem apenas com os pacientes com capacidade de comunicação efetiva, antão geralmente todos recebem as visitas virtuais", informou Julianna Sampaio .

Existe a dificuldade em casos de familiares que não possuem acesso à internet e que não têm aplicativo de Whatsapp. Porém, para suprir essa necessidade, a equipe do hospital disponibilizou chamadas via áudio que, assim como as videochamadas, são previamente agendadas pelo setor de psicologia do hospital.

Também houve uma melhora significativa em termos de atualização sobre o estado de saúde dos familiares. Antes disso, a comunicação era restrita aos boletins médicos que acontecem uma vez por dia, no qual o médico comunica o quadro de saúde do paciente.

Pacientes já recuperados também retornaram ligações para agradecer o atendimento feito pela equipe e demonstram gratidão com o atendimento mais humanizado. "Agradeço muito a Deus por ter colocado vocês para me ajudar. Foram muito bons para mim e me atenderam super bem", relata, durante conversa por videochamada com profissionais da saúde, um paciente identificado como Gilmar. 

O tablet utilizado pela equipe e pacientes foi doado por um empresário local, que também é pai de um dos psicólogos do hospital. Os outros atendimentos  contam com a ajuda de um celular institucional, fornecido pelo Hospital Estadual Dirceu Arcoverde (HEDA).


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar