mais

Empresa quer construir "trem-bala" que usa túneis para superar 1.000 km/h

Empresa planeja criar sua versão de um modelo de transporte que permite viagens rápidas entre cidades. Conceito em vídeo mostra como o sistema poderá funcionar.

Imagine viajar de São Paulo para o Rio de Janeiro em apenas 29 minutos. A empresa norte-americana Virgin Hyperloop quer permitir deslocamentos com tamanha velocidade por meio de seu sistema de transporte, que teve novo conceito apresentado ao público.

A empresa trabalha em uma versão do Hyperloop, um sistema semelhante a um trem-bala que depende de um túnel modificado para atingir altas velocidades. A projeção de menos de meia hora para o trecho Rio-SP pode ser feita no site da companhia, que permite simular viagens entre várias cidades.

Túnel usado para testes da Virgin Hyperloop — Foto: DivulgaçãoTúnel usado para testes da Virgin Hyperloop — Foto: DivulgaçãoTúnel usado para testes da Virgin Hyperloop — Foto: Divulgação


A Virgin Hyperloop foi criada em 2014 como Hyperloop Technologies. Ela adotou o nome atual em 2020, três anos após receber os primeiros investimentos da empresa do bilionário Richard Branson – o mesmo que viajou ao espaço com um foguete de sua outra empresa.No caso da Virgin Hyperloop, a expectativa é que o modelo consiga atingir velocidade máxima de 1.078 km/h. A marca seria alcançada por meio de cápsulas que se deslocam por meio de túneis.

As cápsulas funcionariam como vagões de trem e seriam capazes de transportar até 28 passageiros. Elas também poderiam ser usadas para transportar cargas.

A companhia afirma que as cápsulas têm melhorias aerodinâmicas que permitem superar os 1.000 km/h. De acordo com o projeto, elas se deslocarão por meio de uma levitação magnética junto ao "trilho" que fica na parte superior dos túneis.

O plano é que os túneis tenham um ambiente de quase vácuo, em que a pressão do ar é muito baixa. Com isso, as cápsulas podem alcançar a velocidade máxima com menos resistência e, consequentemente, baixo consumo de energia.

Segundo a Virgin Hyperloop, as cápsulas se deslocarão em conjunto, mas não estarão conectadas. A ideia é que elas sigam em uma espécie de comboio e, ao longo do trajeto, sigam para outras pistas rumo aos seus respectivos destinos.

Depois de testes sem seres humanos em sua versão do Hyperloop, a Virgin concluiu a primeira experiência com passageiros em novembro de 2020.

Na ocasião, o sistema foi testado em um trecho de 500 metros e atingiu 172 km/h. A empresa afirmou que a pista curta impediu as cápsulas de atingirem o pico de velocidade esperado.

Ainda não há uma expectativa de quando, nem onde a Virgin Hyperloop realizará novos testes com passageiros de seu sistema de alta velocidade.

De qualquer forma, a tendência é que a empresa acelere o projeto para transformá-lo em algo real. Isso porque o sistema também tem recebido investimentos em projetos da SpaceX, de Elon Musk.

O empresário permitiu que outras companhias trabalhassem em versões próprias do Hyperloop e, hoje, o sistema também é desenvolvido por empresas como a HyperloopTT e a Transpod.

Tópicos

comentários

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Desbloquear Notificações

Como desbloquear notificações

Na barra de endereço, clique no cadeado e em Notificações escolha a opção permitir, como na imagem abaixo

desbloqueio de notificação push

Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail