Empresário do goleiro Bruno é suspeito de matar o enteado

O jovem, de 20 anos, foi assassinado após um desentendimento

Lúcio Mauro Rodrigues, empresário do goleiro Bruno Fernandes, é suspeito de matar o enteado em Matozinhos, na região metropolitana de Minas Gerais, na tarde desta quinta-feira (18).  De acordo com a polícia, o jovem, de 20 anos, foi assassinado após um desentendimento com o padrasto. Até o momento, o suspeito não foi localizado.

De acordo com a PM (Polícia Militar), a vítima, Rodrigo Silva Pereira de Almeida, foi atingido por tiros na cabeça após uma discussão com o Rodrigues. Testemunhas relataram que Rodrigues teria separado uma briga de Almeida com a mulher, identificada como Pâmela.

Não satisfeito com a intromissão do padastro, Almeida ameaçou matar o padrasto. Após discussão, foram ouvidos disparos na região. A polícia foi acionada e ao chegar no local, encontraram o corpo da vítima no chão do terreiro. A polícia realizou buscas na região, mas até o momento, nem o suspeito e nem a arma utilizada no crime foram localizados.

Image title

Relação com Bruno

Lucio Mauro Melo Rodrigues, conhecido como Lucio "Força do bem", conheceu Bruno na Apac (Associação de Proteção e Assistência ao Condenado), de Santa Luzia, na Grande BH, durante uma palestra motivacional em 2016. Ele se colocou a disposição para tocar a carreira do jogador, assim que esse deixasse o sistema prisional. Quando o goleiro, condenado a 22 anos e 6 de prisão pela morte de sua ex-amante, Eliza Samudio, deixou a Apac em fevereiro deste ano, Rodrigues cumpriu o combinado e intermediou a contratação de Fernandes no Boa Esporte, de Varginha, no sul de Minas.

Fonte: Com informações do R7
logomarca do portal meionorte..com