Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Empresário é acusado de estuprar e manter ex em cárcere privado

O processo do caso está sob sigilo, mas o decreto da prisão foi confirmada pela assessoria do Tribunal de Justiça de Mato Grosso

Compartilhe
Google Whatsapp

Um empresário do ramo de tecnologia, Breno Pereira Alves, de 37 anos é procurado pela polícia acusado de ter espancado, estuprado e mantido a ex-namorada dele em cárcere, em Cuiabá. A vítima é uma terapeuta, de 39 anos, que registrou boletim de ocorrência na Polícia Civil no dia 6 de maio.

Segundo o G1, a prisão dele foi decretada nessa segunda-feira (20) pelo juiz Jamilson Haddad Campos, da 1ª Vara Especializada de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher de Cuiabá.

O processo do caso está sob sigilo, mas o decreto da prisão foi confirmada pela assessoria do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT).

A Polícia Civil, por meio da assessoria de imprensa, disse que o mandado de prisão preventiva contra o investigado foi expedido após representação da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher de Cuiabá.

Os detalhes da investigação para prender o empresário não foram divulgados porque, segundo a polícia, podem atrapalhar o trabalho policial.

Instagram/Reprodução 


Boletim de ocorrência

A vítima afirmou, no boletim de ocorrência registrado na Delegacia da Mulher, em Cuiabá, que namorou com Breno por um ano, mas que estavam separados há seis meses.

No dia 4 de maio o empresário entrou em contato com a vítima e disse que queria conversar com ela.

A vítima aceitou se encontrar com o ex na casa dele. O empresário foi até a casa dela, a buscou e a levou até a residência dele. Os dois conversaram por horas, até que a vítima pediu para que o ex abrisse a porta para que ela fosse embora.

Breno não teria gostado e a acusou de não 'gostar mais dele como antes'. O empresário começou a perguntar se ela tinha outra pessoa. A vítima afirmou que sim, afinal, a relação deles já tinha acabado há algum tempo.

A vítima também se referiu ao fato do empresário já ter se relacionado com outra pessoa. Ainda conforme relato da vítima, a partir desse momento, o empresário a puxou pelos cabelos e arrastou para o quarto, dizendo que ela apanharia.

Ela pedia para que ele não fizesse isso e, a cada vez que falava, ele ficava mais agressivo e a xingava. A vítima disse que se calou e começou a ser espancada. Ela levou tapas, chutas e socos pelo corpo, nos braços, pernas e foi estuprada.

Depois das agressões, o empresário a impediu de sair e a manteve em cárcere privado. A vítima afirmou que só conseguiu sair quando uma amiga ligou para o celular dela e ela conseguiu atender antes do ex perceber.

O empresário atendeu e a vítima gritou pedindo socorro. Uma funcionária da vítima foi até a casa do empresário e conseguiu retirá-la do local.

A vítima passou por corpo de delito e pediu medidas protetivas contra o ex-namorado.


Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Localização

Definir a localização padrão

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Fique por dentro

Receba notícias quentinhas diretamente no seu whatsapp

Continuar

Falta pouco, agora escolha as categorias que deseja receber notícias

Aperte (ctrl + clique) para selecionar vários
Pronto!

Agora você passará a receber novidades diretamente no seu whatsapp.

Termos de uso

Texto

Política de privacidade

Texto