Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Enoturismo se destaca como opção alternativa para o Carnaval

Época de colheita da uva vai até março e permite passeios ao ar livre com paisagens exuberantes, além de ótima gastronomia

Enoturismo se destaca como opção alternativa para o Carnaval
Regiões vinícolas oferecem passeios imperdíveis para o Carnaval. | Semtur Bento Gonçalves

Enoturismo se destaca como opção alternativa para o Carnaval - Imagem 1

Regiões vinícolas oferecem passeios imperdíveis para o Carnaval. Crédito: Semtur Bento Gonçalves


Em decorrência da pandemia, o Carnaval de 2021 será sem foliões, marchinhas e festas, mas isso não impede que os brasileiros aproveitem de maneira segura o período que faz parte da cultura do país. Esse momento de adversidade é, inclusive, um convite a pensar “fora da caixa” e desfrutar de outros destinos e possibilidades que o Brasil oferece (e são muitos!).

No Sul do país, por exemplo, o Carnaval coincide com uma época encantadora e deliciosa. É tempo de Vindima, temporada em que se celebra a colheita da uva e que marca o início da produção de vinhos e espumantes pelas vinícolas. Todos os anos, as comemorações movimentam os estados produtores, que homenageiam as tradições e a cultura trazidas pelos imigrantes italianos. Mas, para garantir a segurança dos visitantes, em 2021 as celebrações acontecem de forma diferente, a partir da necessidade de adoção de medidas de proteção contra a Covid-19.

É o caso da 12ª edição da Vindima do Vale dos Vinhedos, região distante 130 km de Porto Alegre (RS), composta pelas cidades de Bento Gonçalves, Garibaldi e Monte Belo do Sul. Neste ano, não serão realizadas as tradicionais festas e encontros coletivos, mas a região oferece, até março, uma programação montada por cada vinícola individualmente.

Enoturismo se destaca como opção alternativa para o Carnaval - Imagem 2

Roteiro Caminhos de Pedra é um Patrimônio Histórico do Rio Grande do Sul. Crédito: Semtur Bento Gonçalves


Em Bento Gonçalves, os turistas ainda poderão viver a experiência da cultura da colheita e do curioso e milenar processo artesanal de esmagamento do fruto, chamado de “pisa da uva”. Porém, dessa vez, será necessário o prévio agendamento para controle do número de pessoas e o uso de máscara por todos os visitantes. 

Também será possível realizar caminhadas pelos vinhedos, colher a uva direto do parreiral, participar de degustações de vinhos e conhecer a história da bebida e os processos de produção. As opções incluem, ainda, passear de quadriciclo e tuc tuc, assistir a apresentações culturais de corais, jogos italianos e experimentar a gastronomia típica da região - sempre seguindo os protocolos de segurança estabelecidos pelas vinícolas e pelo governo local.

A poucos quilômetros do centro de Bento Gonçalves, o roteiro Caminhos de Pedra também oferece uma programação diversificada. O caminho, considerado Patrimônio Histórico do Rio Grande do Sul, estampa na arquitetura dos casarões de pedra a cultura, a história e os costumes dos imigrantes italianos, que criaram raízes e histórias no local no século XIX. (Confira AQUI a programação do Roteiro Caminhos de Pedra)

Para o período de Carnaval, está confirmada a 5ª edição do Carnavale, festival cultural e gastronômico realizado pelo Wine Garden no Vale dos Vinhedos (RS), de 12 a 16 de fevereiro. O local possui o Selo Turismo Responsável do Ministério do Turismo e vai adotar todos os protocolos de segurança sanitária, como controle do número de pessoas, áreas demarcadas no gramado, disponibilização de álcool 70% e exigência do uso de máscara. Serão cinco dias de rock, gastronomia e muito espumante ao ar livre em meio aos parreirais.

VALE DO SÃO FRANCISCO - A Serra Gaúcha é tradicionalmente procurada pelos amantes do vinho, mas a vitivinicultura não é exclusiva da Região Sul. A uva também é produzida no Vale do São Francisco, um destino inusitado, além de maravilhoso, para quem busca enoturismo. A região drenada pelo rio São Francisco e seus afluentes engloba os estados de Minas Gerais, Bahia, Pernambuco, Sergipe e Alagoas, mas é na divisa entre a Bahia e Pernambuco que a fruticultura se destaca.

Mas vinho no Nordeste? Sim! Graças a um sistema inovador de irrigação, é possível transformar a paisagem seca da Caatinga - bioma característico da área - em campos verdes que produzem uvas e outras frutas o ano inteiro. O polo vitivinícola do Vale do São Francisco reúne vinícolas entre os municípios pernambucanos de Lagoa Grande e Santa Maria da Boa Vista - próximos à Petrolina -, bem como o de Casa Nova, na Bahia. (Por Vanessa Castro/MTur)



Tópicos

comentários

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Desbloquear Notificações

Como desbloquear notificações

Na barra de endereço, clique no cadeado e em Notificações escolha a opção permitir, como na imagem abaixo

desbloqueio de notificação push