SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS)

O enterro da rainha Elizabeth 2ª acontece nesta segunda-feira (19), 11 dias depois de sua morte. O funeral começa às 7h, no horário de Brasília, e reúne cerca de 2.000 convidados; entre eles, líderes e diplomatas de quase todos os países.

A cerimônia, porém, começa alguns minutos antes, quando a família real conduz um cortejo com o caixão de Elizabeth do Salão de Westminster até a abadia de mesmo nome, onde ocorre o funeral. Esta é a primeira vez em que câmeras são permitidas na despedida de um chefe da monarquia britânica.

Veja os detalhes e a programação da cerimônia no horário de Brasília.

Palácio de Westminster, em Londres, já vazio nesta segunda (19) (Foto: (Foto: REUTERS/Yui Mok) Palácio de Westminster, em Londres, já vazio nesta segunda (19) (Foto: (Foto: REUTERS/Yui Mok) 

FUNERAL DA RAINHA ELIZABETH 2ª

VELÓRIO, ÀS 7H

O transporte do caixão da rainha fica a cargo da carruagem da Marinha Real, produzida há 123 anos e conduzida por 98 marinheiros. Às 6h40, o corpo da chefe da monarquia é transportado para a Abadia de Westminster.

Os membros da família real fazem o trajeto a pé: à frente, o rei Charles 3º, a princesa Anne e os príncipes Andrew e Edward; atrás, os netos da rainha, como o príncipe William -a participação do príncipe Harry na procissão é incerta.

O caixão da rainha chega à Abadia 13 minutos depois e encontra os convidados já sentados em seus lugares. A cerimônia é liderada pelo reverendo David Hoyle, e líderes religiosos e políticos são responsáveis pelas leituras, incluindo a nova primeira-ministra do Reino Unido, Liz Truss.

O funeral acaba às 8h, mas, cinco minutos, todo o Reino Unido faz dois minutos de silêncio em homenagem à rainha.

IDA AO ARCO DE WELLINGTON, ÀS 8H15

Após o funeral, membros da família real caminham em direção ao Arco de Wellington, monumento projetado no século 19 para comemorar as vitórias do Reino Unido contra Napoleão Bonaparte.

Os sinos do Big Ben tocam ao longo do trajeto. A cerimônia termina com músicos tocando God Save The King, ou "Deus Salve o Rei" -a versão personalizada para Charles da frase que dá título ao hino nacional britânico e que se tornou uma espécie de slogan da monarquia.

Em seguida, família real parte para o Castelo de Windsor, a 33 quilômetros do arco.

Cortejo levou o corpo de Elizabeth 2ª até a Abadia de Westminster, onde ocorre funeral - EMILIO MORENATTI/AFPCortejo levou o corpo de Elizabeth 2ª até a Abadia de Westminster, onde ocorre funeral - EMILIO MORENATTI/AFP

SEPULTAMENTO, ÀS 12H

O caixão da rainha chega ao Castelo de Windsor às 11h06. O rei Charles 3º e outros membros da família real voltam a acompanhar o caixão a pé; desta vez, para a capela de St. George, nos arredores do castelo.

No local, o reverendo David Conner inicia uma cerimônia reservada à realeza às 12h. Algumas das músicas tocadas durante o serviço religioso são de William Henry Harris, organista da capela entre 1933 e 1961 que foi professor de piano da rainha Elizabeth.

Ainda na cerimônia, um coral cantará "O Kontakion Russo dos Falecidos", que também foi cantado no funeral do marido da rainha, o príncipe Philip, no ano passado.

No final, às 15h30, o caixão da rainha é colocado no cofre real, enquanto um flautista toca um lamento. Para encerrar o culto, o arcebispo de Canterbury pronuncia a bênção e toda a congregação volta a cantar "Deus Salve o Rei".