Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Entidades se reunirão com governador para tratar déficit de vagas para tratamento de dependentes químicos

Sem incentivos, membros das principais comunidades se reunirão nesta quinta-feira com o governado Wellington Dias para traçar soluções.

Compartilhe

CONFIRA A MATÉRIA COMPLETA NO JORNAL MEIO NORTE DESTA QUARTA-FEIRA (04)

Por: Olegário Borges

De acordo com o presidente da Confederação Nacional de Comunidades Terapêuticas, Célio Luiz Barbosa, a oferta de vagas para o tratamento de dependentes químicos está prejudicada pela falta de incentivo advinda do poder público. Das 14 comunidades terapêuticas, que oferecem tratamento gratuito para dependentes químicos, poucas operam com a contrapartida do governo que, nos últimos anos, cerceou o apoio a estas entidades, que ajudam a reorganizar a vida do dependente e fornecer subsídios para a reinserção social destes indivíduos. Sem incentivos, membros das principais comunidades se reunirão nesta quinta-feira com o governado Wellington Dias para traçar soluções.

Em junho de 2014, as Comunidades Terapêuticas reconhecidas pela Federação disponibilizavam 580 vagas para o tratamento de dependentes químicos. Atualmente o governo financia 300 vagas para o tratamento de dependentes químicos, enquanto o ideal seriam 3.000 vagas. Todas as entidades sobrevivem com recursos de convênios e doações. "E esse número ainda não seria suficiente para suprir a demanda que está na fila de espera dessas comunidades", afirma Célio Barbosa.

A Confederação está a procura de senadores e outros políticos para encontrar soluções. "(Hoje) vamos nos reunir com o governador Wellington Dias para conversar a respeito da criação de novas vagas. Temos grandes esperanças com esta reunião, pois o governador foi bastante sensível e atencioso no passado. Ele, quando era senador, foi quem conseguiu o financiamento dos R$ 2 milhões pelo Governo Federal. O Piauí precisa de aproximadamente de 3.000 vagas e nossa proposta é conseguir auxílio para a criação de pelo menos 1.200 vagas nas comunidades terapêuticas. Estamos esperançosos que a reunião terá um saldo positivo", diz o terapeuta Célio Barbosa.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar