Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Equipe da ONU vistoria projeto Viva o Semiárido no Piauí

A equipe do Fida encontra-se no estado desde segunda-feira

Uma equipe técnica do Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA), agência das Nações Unidas (ONU), está realizando vistorias nas ações do projeto Viva o Semiárido, que executa 211 projetos de investimentos produtivos em diversas áreas. O oficial de projetos Fida no Brasil, Hardi Vieira, explica que o objetivo das inspeções volta-se para o alcance da execução da meta e discussão da renovação do contrato, cujo prazo vence em junho de 2020.

A equipe do Fida encontra-se no estado desde segunda-feira (19) e fica até o dia 31 de agosto, com a missão de supervisionar o projeto. "Todos os anos, o FIDA efetua essa missão de supervisão com ida a campo, visitando os beneficiários do programa, que hoje conta com mais de 23 mil famílias atendidas pelos 211 projetos de investimentos na área rural. Já tivemos oportunidade de visitar 10 municípios do Semiárido do Piauí, que é uma mostra dos 86 que fazem parte do programa  FIDA, que é executado na área de desenvolvimento rural no Estado", destaca o oficial de projetos Fida no Brasil, Hardi Vieira.

Equipe da ONU vistoria projeto Viva o Semiárido no Piauí  - Imagem 1

O Viva Semiárido estabelece como critério, para acesso aos recursos e ações, a pobreza rural. O projeto, em nível comunitário, abrange planos de negócios voltados para as atividades da apicultura, ovinocaprinocultura, cajucultura, piscicultura, avicultura, quintais produtivos, suinocultura, mandiocultura, irrigação e também áreas não agrícolas como o artesanato. "O principal objetivo aqui é o aumento da renda, para que as famílias permaneçam no campo de forma sustentável. Apesar de todas as dificuldades que o Semiárido apresenta e da limitação de acesso a recursos hídricos, podemos mostrar com os projetos que a região é muito rica para produção".

O programa também tem uma ação multifacetada entre os seus beneficiários: além do incentivo econômico, ele tenta envolver a participação de mulheres. "Ele busca a participação de mulheres jovens em comunidades tradicionais, principalmente as quilombolas, como de maneira prioritária. Além disso, visamos a capacitação de jovens no campo", completou Hardi.

O supervisor garantiu que a meta de público beneficiário no Viva o Semiárido foi superada com vários serviços de assistência técnica, investimento, capacitações por meio de colaboração com a Secretaria Estadual da Assistência Social (SASC), Secretaria de Educação e o Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural do Piauí (Emater). 

A parceria do FIDA com o governo do Estado ocorre desde 2013 e o fechamento do programa está previsto para junho de 2020. Para a sua continuidade, o Governo do Estado buscará parceria com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). A intenção é conseguir um financiamento de 115 milhões de dólares. O Viva o Semiárido estimula o desenvolvimento de regiões rurais em municípios de cinco territórios do Estado: Vale do Sambito, Vale do Rio Guaribas, Vale do Rio Canindé, Serra da Capivara e Chapada Vale do Rio Itaim. Ao todo, mais de 100 mil pessoas são beneficiadas. 



Tópicos

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Desbloquear Notificações

Como desbloquear notificações

Na barra de endereço, clique no cadeado e em Notificações escolha a opção permitir, como na imagem abaixo

desbloqueio de notificação push
<