Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Especialista orienta como superar o desemprego em meio à pandemia

A especialista em gestão e coach, Karine Barros recomenda que estratégias ter diante de um cenário de crise

Compartilhe

O desemprego diante da pandemia tem alta de 20,9% entre maio e julho, aponta o IBGE. Diante deste cenário desafiador em que inúmeras empresas e colaboradores sofrem com a crise do coronavírus, a especialista em profissões e coach, Karine Barros, conversou com o programa Banca de Sapateiro na TV Jornal , nesta segunda (24), para dar dicas  de como enfrentar essa crise. 

O desemprego é uma das principais consequências da pandemia da Covid-19. Conforme dados no terceiro trimestre de 2019, Teresina já contava com 70 mil desempregados. Conforme a especialista, o cenário é de extrema preocupação. “Esse é um número muito grande e, com a pandemia, a perspectiva é que chegue a até 100 mil desempregados”, explica Karine Barris.

A especialista em gestão e coach, Karine Barris recomenda que estratégias ter diante de um cenário de crise

Como se preparar para o mercado de trabalho? Onde procurar emprego? Como se comportar na entrevista?  Karine Barros orienta que o primeiro passo é se conhecer: o profissional deve escolher o que está atrelado à sua personalidade, gostos, interesses e expectativas.

"Você precisa fazer o que dá prazer.  O dinheiro é importante, mas não pode ser o que te motiva a levantar todos os dias para ir trabalhar.  É muito importante que a pessoa descubra o seu propósito, o que gosta de fazer e o que eu sabe fazer. Quando você descobrir quais são seus pontos fortes,  vai  entender que ganhará dinheiro naquilo que ama”, recomendou.

De acordo com a profissional, a orientação é pensar nas profissões e carreiras que estão alinhadas com o seu perfil e elencar as oportunidades e ameaças. “Venho levantando a bandeira da capacitação. Tenho visto que vão ter mais empregos que pessoas qualificadas. As pessoas devem entender o seu perfil comportamental e assim terá muito mais oportunidade de arrumar um emprego. É necessário fazer mais do que as outras pessoas, fazer diferente. Se você é estagiário, seja o melhor daquele local, se você é jornalista seja o melhor profissional daquele local sempre com sabedoria e humildade do crescer e contribuir”, disse.

“Ninguém precisa tomar o lugar de ninguém.  Nós pagamos o preço de fazer bem feito e não é fácil. É importante estar emocionalmente saudável, não é porque você está desempregado que sua vida vai acabar. Diante disso eu preciso fazer o quê para conseguir uma vaga: será que estou comunicando tristeza na entrevista de emprego? Será se estou ansioso (a)? , inseguro? Precisamos ter foco”, acrescentou.

Empreendedorismo e desafios

Com a menor oferta de postos de trabalhos, muitas pessoas buscaram abrir o próprio negócio. Aquela pequena venda de bolo cresceu, a costureira agora produz máscaras por encomendas. Diante de muitas situações, a especialista explica que diante das muitas aptidões, existem muitos desafios. "Existe muitos desafios. Não existe uma receita de bolo, mas existe planejamento, estudo, dedicação, conhecimento em outras áreas além da sua. Não podemos desistir e nos atualizar tecnologicamente. Não existe uma fórmula para o sucesso, mais existem práticas que se forem seguidas vão minimizar o tempo, esforço e o dinheiro que foi jogado fora. Precisamos ter um diferencial competitivo no mercado de trabalho”, identifica.


Karine Barros é especialista em carreiras 



Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar