mais

Estado do Piauí tem o 6º menor desempenho econômico, diz IBGE

Apenas o Maranhão (4,897), Pará (5,099), Alagoas (5,264), Acre (5,318) e o Amazonas (5,357) possuem índices inferiores ao do Piauí

Em razão do elevado índice de Perda de Qualidade de Vida (IPQV), o Piauí apresenta também um baixo Índice de Desempenho Socioeconômico (IDS). Os dois indicadores são inversamente proporcionais: quanto mais alto o IPQV, mais baixo o IDS, pois as privações individuais enfrentadas pela população afetam o progresso de toda a sociedade. Para mensurar o IDS, é utilizada uma fórmula que considera a renda disponível familiar e as perdas de qualidade de vida da população.

O valor do IDS piauiense é o sexto menor do país, calculado em 5,462. Apenas o Maranhão (4,897), Pará (5,099), Alagoas (5,264), Acre (5,318) e o Amazonas (5,357) possuem índices inferiores ao do Piauí. O maior IDS é do Distrito Federal, com o valor de 6,970. O Brasil tem indicador médio de 6,201.

No Piauí, o baixo IDS reflete as perdas de qualidade de vida em várias dimensões. Cerca de 20,2% do IDS do estado está relacionado às perdas no âmbito do acesso a serviços financeiros e padrão de vida, que envolve despesas com serviços financeiros e empréstimos, avaliação subjetiva da renda familiar e restrições de acesso a eletrônicos e eletrodomésticos.

Estado do Piauí tem o 6º menor desempenho econômico, diz IBGE - Imagem 1

Em seguida, o IDS do Piauí tem 19,3% do indicador relacionado às perdas na educação. Essa dimensão envolve despesas monetárias e não monetárias com educação, de acordo com o nível de ensino, e avaliação subjetiva do padrão de vida familiar com relação ao tema. Presença de criança ou adolescente fora da escola, pessoas analfabetas e pessoas que não concluíram etapas do ensino básico mesmo com idade suficiente para tal são alguns dos pontos analisados.

E, em terceiro lugar em termos de peso no IDS do Piauí, cerca de 19,2% do indicador está ligado às perdas no acesso a serviços de utilidade pública por parte da população do estado. A categoria analisa despesas e acesso a serviços de necessidades essenciais: água, esgotamento sanitário, luz elétrica, gás, e coleta de lixo. Também considera a avaliação subjetiva da qualidade dos serviços disponíveis.

O IDS do Piauí apresenta ainda a seguinte composição: 16,6% do indicador está relacionado às perdas de qualidade de vida com transporte e lazer; 14,8% relacionado às perdas com moradia e 9,9% relacionado às perdas com saúde e alimentação.

No Brasil, o IDS está mais relacionado às perdas de qualidade de vida concentradas nos âmbitos do acesso a serviços financeiros e padrão de vida (19,5%) e na educação (19,1%). Mas, ao contrário do Piauí, a terceira dimensão com mais representatividade no IDS do país é o transporte e lazer (17,4%), que abrange o equilíbrio no uso do tempo em atividades cotidianas e na jornada de trabalho, assim como a avaliação subjetiva do transporte e do lazer.

Tópicos

comentários

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Desbloquear Notificações

Como desbloquear notificações

Na barra de endereço, clique no cadeado e em Notificações escolha a opção permitir, como na imagem abaixo

desbloqueio de notificação push

Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail