Estado espera entregar mais de 2 mil moradias até o fim de 2017

A ADH entregou 764 unidades habitacionais em todo o estado em 2016.

Milhares de famílias alimentam o sonho da casa própria em todo o país. No Piauí, por meio da Agência de Desenvolvimento Habitacional (ADH), o Governo do Estado viabiliza a realização dessa conquista para centenas de piauienses que desejam ter um lar para chamar de seu. 

A expectativa é de que neste ano sejam entregues duas mil moradias, por meio do Programa Minha Casa Minha Vida Sub-50, e 500 apartamentos, via Habitar Servidor, que oferta linhas de crédito aos servidores públicos estaduais ativos, inativos e pensionistas; militares e bombeiros militares ativos, da reserva, reformados e seus pensionistas. Em janeiro, foram 36 famílias beneficiadas no conjunto Nova Teresina e mais 35 na cidade de Oeiras.

Estado trabalha para realizar o sonho da casa própria de piauienses  (Crédito: Marcelo Cardoso)
Estado trabalha para realizar o sonho da casa própria de piauienses (Crédito: Marcelo Cardoso)

Uma das novidades do Habitar Servidor  é a linha de crédito especial para os servidores da Secretaria de Estado da Educação (Seduc). A Agência de Desenvolvimento Habitacional, em parceria com o Sindicato dos Trabalhadores da Educação do Estado do Piauí (Sinte-PI) e construtoras, disponibiliza imóveis em quatro regiões de Teresina e também em Timon.

O Habitar Servidor/Educação oferece aos servidores a facilidade de poder parcelar a entrada em até 12 vezes de forma consignada, com desconto direto no contracheque. O contratante só começará a pagar as parcelas das prestações após o término do pagamento das parcelas de entrada.

"Os imóveis serão adquiridos de acordo com as condições financeiras de cada servidor. A opção pelo empréstimo consignado já foi testada com sucesso no Feirão do Imóvel do Servidor e beneficia os trabalhadores que  não dispõem do dinheiro para a entrada”, explica a diretora-geral da ADH, Gilvana Gayoso.

Os interessados deverão apresentar os originais e cópias de RG; CPF; comprovante de endereço; comprovante de renda da familiar (daqueles que trabalham); certidão de casamento ou averbação de separação, se for o caso; certidão de nascimento de filhos menores (se tiver) e contracheque. Viúvos deverão apresentar certidão de óbito do (a) parceiro (a).

Feirão de Imóveis do Servidor

Projeto fundamental para a política habitacional do Estado é o Feirão de Imóveis do Servidor, que será expandido para os municípios de Picos, Floriano e outras cidades polo do Sul do Piauí. A iniciativa, lançada em 2016, gerou negócios de R$ 25 milhões na venda de casas e apartamentos prontos apenas nos dois primeiros meses de atuação.

O feirão é destinado a funcionários públicos efetivos do Executivo, Legislativo, Judiciário e Ministério Público, ativos e inativos. O evento é uma parceria do Sindicato das Indústrias de Construção Civil de Teresina (Sinduscon), Caixa Econômica Federal e Secretaria de Estado da Administração e Previdência (SeadPrev).

O sucesso da edição realizada em Teresina levou o Feirão do Servidor para o litoral. Em Parnaíba, servidores também tiveram a oportunidade de financiar imóveis na região. Mais de 900 imóveis foram colocados a venda, dentre casas e apartamentos. 

Unidades habitacionais entregues em 2016 (Crédito: Reprodução)
Unidades habitacionais entregues em 2016 (Crédito: Reprodução)

Por meio do Programa Semeando Moradia, iniciativa que oferta aos beneficiários uma carta de crédito do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) para a construção de casas, o Governo do Estado entregou 127 casas no município de São Pedro e retomou obras em Oeiras. Pelo Semear Moradia, a Caixa Econômica Federal financia a compra do material de construção dessas casas, por meio da ADH.

Nos municípios de Aroazes e Geminiano, a construção de 42 unidades habitacionais se deu pelo Programa Nacional de Habitação Rural. Criado pelo governo federal no âmbito do Programa Minha Casa Minha Vida, o PNHR tem a finalidade de possibilitar ao agricultor familiar, trabalhador rural e comunidades tradicionais o acesso à moradia digna no campo.

Quanto à atuação dos programas Minha Casa Minha Vida e Minha Casa minha Vida sub-50 – este último ativo em cidades com menos de 50 mil habitantes – 518 famílias foram beneficiadas em todo o Piauí. O programa é a maior iniciativa de acesso à casa própria já criada no Brasil.

Fonte: Portal Meio Norte
logomarca do portal meionorte..com