Evangelina Rosa recebe classificação Ouro em bancos de leite

A maternidade recebeu pontuação máxima quesito

O Banco de Leite Humano da Maternidade Dona Evangelina Rosa  foi credenciado nacionalmente com Padrão Ouro, qualificação máxima da Rede Brasileira de Bancos de Leite. O resultado foi anunciado na última quarta-feira (14), durante encontro no Rio de Janeiro. O processo é resultante da articulação da Coordenação Geral de Saúde da Criança e Aleitamento Materno do Ministério da Saúde com a Fundação Instituto Osvaldo Cruz (Fiocruz).

Essa é uma ação estruturante e reguladora da gestão dos processos de trabalho no âmbito dos bancos de leite humano e que tem o objetivo de verificar o grau de conformidade que o banco de leite atinge na operacionalização do Sistema de Informação que a rede executa, onde mensalmente todos os bancos de leites cadastrados registram seus processos.

Banco de Leite da MDER (Crédito: Reprodução)
Banco de Leite da MDER (Crédito: Reprodução)

Ao cumprir todos os requisitos que constam no edital do processo de credenciamento, os bancos de leites são credenciados de acordo com os mesmos, segundo informou a coordenadora do Banco de Leite Humano da MDER, nutricionista Vanessa Paz.

”Estamos muito felizes, pois acreditamos no trabalho da nossa equipe que luta diariamente para oferecer um serviço de qualidade à quem procura a Evangelina. Vamos continuar trabalhando firmes e com fé para sermos ouro em todos os setores”, frisou o diretor-geral da MDER, médico José Araujo Brito.

”Esse reconhecimento é resultado de um trabalho de esforço conjunto da equipe da maternidade, que trabalha de forma articulada, cumprindo as diretrizes da rede”, relata a coordenadora. Ela explica que a MDER recebeu pontuação máxima, já que o Padrão Ouro se enquadra no item de pontuação 90 - 103.

”A pontuação foi 102, ou seja, cumprimos plenamente todos os pré-requisitos exigidos do edital de credenciamento”, comemora Paz. ”Nosso trabalho integrado com equipe tem como foco principal cumprir metas e prestar serviço de qualidade para a clientela de prematuros da maternidade”, disse Vanessa.

O Banco de Leite Humano (BLH), desde sua criação em 1987, já levou outras vezes credenciamento Padrão Ouro pela Rede Brasileira de Bancos de Leite. A última delas ocorreu em 2014. Para o próximo ano, 2017, está sendo lançado, além do credenciamento, o processo de certificação com chancela internacional. ”Maior responsabilidade ainda, mas estamos trabalhando para alcançar mais essa”, comenta a coordenadora do banco.

Doações

Apesar do trabalho permanente de captação de mães dispostas a doar, devido às festas de fim de ano e férias escolares ocorre um baixa no estoque de leite.

De acordo com a nutricionista Amanda Cristine, o leite materno é importante para todos os bebês, principalmente os que estão internados em UTIs e não podem ser amamentados pela própria mãe. ”Se você está amamentando, seja uma doadora de leite a ajude a quem precisa!”, convoca a profissional. Ela explica que mobilizar a população para reposição e conquistar novas doadoras é sempre a prioridade .

”A mãe que está em boas condições de saúde, após a mamada do seu bebê, pode ordenhar qualquer volume, já é importante", explica Amanda.

A Evangelina Rosa oferece um serviço de disque doação, onde profissionais capacitados esclarecem dúvidas acerca da doação de leite humano e amamentação em geral. As interessadas em doar podem ligar para 0800 280 2522 ou (86)3228 -2022 e receber as orientações de como proceder.

A doadora não precisa se deslocar até a maternidade, já que o banco dispõe de um veículo que vai até residência da doadora receber o leite coletado.

Encontro em que foi anunciado o Padrão Ouro do Banco de Leite da Evangelina Rosa (Crédito: Reprodução)
Encontro em que foi anunciado o Padrão Ouro do Banco de Leite da Evangelina Rosa (Crédito: Reprodução)


Fonte: Portal Meio Norte