Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Evento em Teresina marca o dia internacional de Síndrome de Down

A partir das 15h do próximo dia 21, na base do mirante da Ponte Estaiada, na zona Leste de Teresina, acontecerá um momento de muita confraternização para toda a sociedade.

Compartilhe

O mês de março é marcado por uma data importante no que diz respeito a conscientização e inclusão. No próximo dia 21, comemora-se o dia Dia Internacional de Síndrome de Down. Com o objetivo de promover a discussão de alternativas para aumentar a visibilidade social das pessoas com a alteração genética, mostrando assim, suas potencialidades para a sociedade, o grupo ‘Down The Amo’, Associação de Familiares e Amigos de Pessoas com Síndrome de Down em Teresina, preparou uma programação mais que especial na capital.

A partir das 15h até as 19h, na base do mirante da Ponte Estaiada, na zona Leste de Teresina, acontecerá um momento de muita confraternização para toda a sociedade. Segundo a presidente da associação, Elisangela Sales, o evento visa todas os públicos, desde as crianças, jovens e adultos. “Vamos ter muitas atrações culturais, pintura de rosto, Djs, teatros de fantoche e claro, muita informação”, disse. 

Com o tema ‘Nós decidimos’, que ressalta a autonomia e a potencialidade das pessoas com a T21, a população pode ajudar a causa adquirindo a já tradicional camiseta no valor unitário de R$20 reais.  De acordo com Giovanna Albuquerque, relações públicas do ‘Down The Amo’,  a compra da camiseta não é obrigatória, mas serve como ajuda para a associação.

“Estamos querendo levar para frente a associação, que conseguimos abrir depois de cinco anos de luta, que é a primeira associação do Piauí nesse sentido. Com a venda das camisetas, nos ajudar a alavancar projetos de empreendimento para essas pessoas”, informa. 

Elisangela Sales tem um filho de 5 anos, Gabriel Castelo Branco, com a alteração genética. Segundo ela, o tema deste ano ressalta ainda mais a autonomia das crianças, jovens e adultos, que eles podem sim empreender, fazer suas próprias escolhas e ser agentes sociais em seus contextos no qual estão inseridos. “Meu filho pode escolher a fruta que ele pode comer e a roupa que quer vestir”, completa. 

Meio Norte


No Brasil existem aproximadamente 300 mil pessoas com síndrome de down, conforme dados do IBGE. A inclusão dessas pessoas na vida escolar e profissional aumenta sua possibilidade de desenvolvimento, além de reforçar para sociedade a necessidade de respeito às diferenças, idenpendente do que seja. 


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar