Ex-primeira-dama acusa governador de divulgar suas fotos nuas

Ex-primeira-dama diz que as fotos foram divulgadas pelo ex-marido.

A ex-primeira-dama da Paraíba, Pâmela Bório, virou um dos assuntos mais comentados na semana passada após ter fotos íntimas divulgadas na internet. A apresentadora de TV e ex-modelo  culpa o ex-marido, Ricardo Coutinho, atual governador da Paraíba (PSB), com quem tem um filho, de divulgar as imagens em que aparece nua. 

Em seu perfil no Instagram, Pâmela Bório mostrou o boletim de ocorrência lavrado contra o ex-marido a quem culpa de estar por trás da divulgação das imagens, de persegui-la para impedir sua aproximação do filho e de agredi-la. Já o governador Coutinho afirma que as acusações são falsas e moveu mais de dez ações criminais contra ela por calúnia e difamação, a ponto de Pâmela ter sido impedida pela Justiça de citá-lo em novas postagens.

Ex-primeira-dama da Paraíba, Pâmela Bório
Ex-primeira-dama da Paraíba, Pâmela Bório

Pâmela e Coutinho se conheceram em 2009. Ela, com 25 anos, ex-miss Bahia, era âncora do telejornal de uma emissora local. Ele, prefeito de João Pessoa. Casaram-se em 2011 e tiveram um filho. Quando ele já era governador, em 2013,

Os dois levavam uma vida de luxo. Um ano depois, quando ele era candidato à reeleição, um áudio com uma briga do casal foi divulgado e especulações de separação começaram a aparecer. Na campanha, ele apoiava publicamente Dilma Rousseff e ela, Aécio Neves. Pouco tempo depois de eleito, os dois se separaram. Desde então, a história do casal virou o maior bafafá entre a alta sociedade paraibana. As disputas tornaram-se uma queda de braço.

Acusações públicas, litígio e escândalos envolvendo os dois e seus familiares se tornaram cotidianas. Em 2015, Pâmela se envolveu em uma briga com a sobrinha e a irmã do governador. Ela afirma ter sido agredida e até postou fotos das marcas da violência que sofreu, mas a defesa de Coutinho diz que a agressora foi ela. O caso foi parar na delegacia.

“A partir do momento em que ocorreu a separação — e aí há uma disputa que corre em segredo de Justiça pela guarda do filho — ela começou a persegui-lo, fazendo postagens em redes sociais, dizendo até que ele foi mandante de um assassinato”, afirma o advogado do governador, Sheyner Asfóra.

No Facebook e no Instagram, Pâmela divulga detalhes de seu cotidiano, de uma foto ao lado do deputado Jair Bolsonaro em visita ao estúdio de televisão em que ela trabalha a selfies em clínicas de tratamentos estéticos. Procurada pela reportagem, a ex-primeira-dama não respondeu até o fechamento desta edição.

Ricardo Coutinho
Ricardo Coutinho


Fonte: Com informações da Revista Istoe
logomarca do portal meionorte..com