Está sento intensificada a execução do cronograma das obras no Parque Ambiental Floresta Fóssil, localizado às margens do rio Poti, através da Prefeitura de Teresina, por meio da  Superintendência de Ações Administrativas Descentralizadas (SAAD) Centro.

O empreendimento orçado em mais de R$ 11 milhões prevê a construção de um Museu de Paleontologia e de novas estruturas para dar mais conforto aos visitantes, como estacionamento, plataformas de observação e trilhas.

Execução das obras no Parque Ambiental Floresta Fóssil se intensificam (Foto: Reprodução)Execução das obras no Parque Ambiental Floresta Fóssil se intensificam (Foto: Reprodução)“Estamos atuando em duas frentes de serviço. A primeira é a de construção do prédio de administração, que já foi todo concretado. A segunda é a do museu, que já foi feita a fundação”, explica Roncalli Filho, superintendente da SAAD Centro.

O Parque Ambiental da Floresta Fóssil conta com um raro acervo paleontológico de aproximadamente 270 milhões de anos, o único no mundo dentro da área urbana com troncos na posição de vida ou de crescimento.

A nova estrutura contará com mais espaços para turistas e funcionários (Foto: Reprodução)A nova estrutura contará com mais espaços para turistas e funcionários (Foto: Reprodução)O novo museu do parque contará com uma estrutura moderna, com salão para exposições, banheiros adaptados, salas de apoio a pesquisadores, um auditório, plataforma de observação e outros espaços aos visitantes e funcionários.

A previsão é que a obra seja concluída até o segundo semestre de 2023. “Essa é uma iniciativa muito importante para a nossa cidade, que irá fomentar tanto a importância da preservação ambiental como o turismo”, concluiu Roncalli Filho.

O empreendimento orçado em mais de R$ 11 milhões prevê a construção de um Museu de Paleontologia (Foto: Reprodução)O empreendimento orçado em mais de R$ 11 milhões prevê a construção de um Museu de Paleontologia (Foto: Reprodução)