FAB localiza gravador de voz em avião que caiu com Teori Zavascki

Acidente aconteceu na tarde da última quinta-feira, em Paraty

O avião que caiu nessa quinta-feira (19) no litoral do Rio de Janeiro com o ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Teori Zavascki e outras quatro pessoas, sem sobreviventes, possuía um equipamento que funcionava como gravador de voz. A informação foi confirmada na tarde desta sexta-feira (20) pela FAB (Força Aérea Brasileira). Segundo a instituição, o equipamento foi retirado dos destroços da aeronave, na água, hoje no início da tarde.

De acordo com o Cecomsaer (Centro de Comunicação Social da Aeronáutica), em Brasília, militares da FAB fazem uma primeira etapa de investigações, hoje, no local do acidente, a fim de coletar dados que ajudem a identificar as causas da queda da aeronave.

Destroços da aeronave  (Crédito: Reprodução)
Destroços da aeronave (Crédito: Reprodução)

Depois da localização, o gravador de voz passará por uma perícia quer responderá se estava ligado durante o voo, bem como quais conversas foram armazenadas.

O caso também é investigado pelo Ministério Público Federal e pela Polícia Federal. O chefe da Delegacia de Polícia Federal de Angra dos Reis, Adriano Soares, abriu inquérito para investigar as circunstâncias do acidente aéreo. Uma equipe de Brasília formada por um delegado, peritos e papiloscopistas atuarão em conjunto em Paraty.

A aeronave decolou do Campo de Marte, aeroporto localizado na capital paulista, às 13h01, e caiu por volta das 13h45, segundo a Marinha. De acordo com informações disponíveis no site da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), o Beechcraft C90GT tem capacidade para sete passageiros, além do piloto. É um avião bimotor turboélice fabricado pela Hawker Beechcraft. A aeronave PR-SOM está registrada em nome da Emiliano Empreendimentos e Participações Hoteleiras Limitada.

Fonte: Com informações do Uol
logomarca do portal meionorte..com