Família pede respeito em boatos sobre caso de jovem morta no MA

A família descarta a hipótese de suicídio.

A morte da jovem de 18 anos, Rafaella Cristina Santos, ocorrida na noite da última terça-feira, após cair de uma estrutura abandonada no bairro Cohama, começa a ser investigada pela Delegacia de Homicídios, onde foi registrado nas primeiras horas um boletim de ocorrência feito pela própria família pedindo que o caso seja apurado com rigor.

Após o anúncio da morte da vítima, várias postagens e comentários aleatórios foram publicados em grupos de WhatsApp e alguns veículos de comunicação. Com isso, o pai da vítima Francisco dos Santos pede respeito das pessoas que julgam sem conhecimento e não se importam com a dor da família.

Ele ainda descartou completamente a hipótese de suicídio e chegou a afirmar que a filha não tinha intenção de sair de casa. Francisco Santos disse que Rafaella tinha uma boa relação com os seus amigos: “Eu nunca soube que a minha filha tivesse inimigo e nunca soube que ela tivesse discutido com alguém. Ela gostava de brincar com os amigos”, conta.

Rafaella caiu do último andar do prédio abandonado da operadora de telefonia OI, localizado no bairro Cohama, em São Luís. No local, estaria ocorrendo uma festa quando, segundo amigos da jovem, ela teria escorregado após tirar uma selfie.

O corpo de Rafaella Cristina foi velado na casa onde morava com os pais na Cidade Olímpica.


Fonte: O Imparcial
logomarca do portal meionorte..com