Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Feliciano afirma que ataque a Mourão foi para 'trazê-lo à realidade'

Deputado federal é autor de um pedido de impeachment contra o vice-presidente

Compartilhe
Google Whatsapp

Autor de um pedido de impeachment contra o vice-presidente Hamilton Mourão em abril, o pastor evangélico e deputado federal Marco Feliciano (Podemos-SP) afirmou que o companheiro de chapa do presidente Jair Bolsonaro "entendeu o recado" e passou a cumprir o seu papel na defesa do governo. (Por: UOL)

"Eu parti pra cima do Mourão politicamente pra tentar trazê-lo à realidade, e acho que funcionou, porque hoje o Mourão é um Mourão mamão com açúcar, doce, amigo", disse Feliciano. "É um Mourão fazendo o papel de vice, defendendo a Presidência. Mas não era assim que ele agia antes da minha atitude."

Uma semana depois de ser apresentado, o pedido de afastamento do vice-presidente feito por Feliciano acabou arquivado pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ). O argumento foi o de que não havia base legal para dar andamento ao processo.

Em seu requerimento, Feliciano defendia o afastamento de Mourão "por conduta indecorosa" e por "conspirar" contra o presidente. Um dos elementos que baseavam a acusação era o de que o vice-presidente teria curtido um tuíte em que a jornalista Rachel Sheherazade, do SBT, criticava Bolsonaro e citava Mourão de forma positiva.

Na época do embate, Mourão evitou responder as críticas de Feliciano e disse que encarava o pedido de impeachment como uma "bobagem". O deputado afirma agora, no entanto, que o vice-presidente mudou de postura depois do episódio.

"O presidente falava uma coisa, e ele dizia outra. O presidente prometeu mudar a embaixada em Israel para Jerusalém, e ele disse que isso não ia acontecer", diz Feliciano. "Por isso eu fui tão duro com ele. O Mourão de agora é outro." 

Apesar das críticas ao vice de Bolsonaro, o deputado nega que seu movimento contra Mourão seja parte de um plano para substituir o general da reserva como companheiro de chapa do presidente em uma possível campanha à reeleição em 2022. Entretanto Feliciano admite que pensa no futuro.

"Todo o político tem ambições políticas. Quero crescer como político. Estou no meu terceiro mandato como deputado federal", afirma. "Eu sonho em ser senador, sonho em chegar ao Executivo um dia. Quero ver um dia um evangélico presidir o nosso país.".


Agência Câmara/Divulgação 


Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Localização

Definir a localização padrão

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Fique por dentro

Receba notícias quentinhas diretamente no seu whatsapp

Continuar

Falta pouco, agora escolha as categorias que deseja receber notícias

Aperte (ctrl + clique) para selecionar vários
Pronto!

Agora você passará a receber novidades diretamente no seu whatsapp.

Termos de uso

Texto

Política de privacidade

Texto

×