Filho de pescador morre afogado em Castelo do Piauí

Valdeir estava morando atualmente no Rio de Janeiro

A Secretaria Municipal de Cultura, Turismo, Esporte e Lazer - SECUTE divulga nota de esclarecimentos e lamentando as circunstâncias da morte por afogamento de Valdeir, filho de um pescador do município de Castelo do Piauí, ocorrido neste sábado (30).

Veja nota na íntegra:

A Secretaria Municipal de Cultura, Turismo, Esporte e Lazer – SECUTE vem a público prestar esclarecimentos sobre a fatalidade ocorrida na tarde de hoje, 30/12/2017, com o castelense identificado como Valdeir filho do Sr. Valdemar, pescador residente na localidade Riacho.

Segundo informações de testemunhas oculares, o munícipe estava consumindo bebida alcoólica no local conhecido por Rancho e entrou na água para pescar, apesar das insistências para que ele ficasse na margem. Pessoas presentes no local insistiram para que ele usasse o colete salva vidas, mas ele recusou. Em seguida jogaram-lhe uma boia, mas logo foi descartada, ficando sem nenhum equipamento de segurança, nadando para a margem oposta. Em determinado momento, a vítima submergiu e não retornou à tona.

De acordo com Augusto Júnior, presidente da Associação de Condutores de Turistas e Visitantes de Castelo do Piauí (CONDATUR), o Sr. Valdeir estava avulso, não tendo contratado nenhum serviço de passeio náutico ou de condução disponíveis no local.

A SECUTE e toda equipe que compõe a gestão da Prefeitura Municipal de Castelo do Piauí se solidarizam com os familiares neste momento.


Filho de pescador morre afogado em Castelo do Piauí

Um homem identificado como Valdeir Félix de Oliveira, de 37 anos morreu afogado no Rio Poti nas proximidades do Cânion que fica na Localidade Riacho na zona rural de Buriti dos Montes.  

Valdeir estava morando atualmente no Rio de Janeiro e chegou na cidade para passar as férias de final de ano com a família em Castelo do Piauí.

Algumas testemunhas afirmam que a vítima ingeriu bebida alcoólica e entrou no rio para pescar. Amigos de Valdeir ainda pediram para ele usar um colete salva vidas, mas ele recusou dizendo que sabia nadar e para não se preocuparem. Valdeir era filho de um dos pescadores da reigão.

O Corpo de Bombeiros foi acionado e imediatamente começaram as buscas. Nas primeiras horas da manhã deste domingo(31), o corpo de Valdenir foi encontrado e levado para o Hospital Nilo Lima, onde será preparado para o velório.

Fonte: Com informações do Mais Castelo
logomarca do portal meionorte..com