A Fundação Municipal de Saúde (FMS) de Teresina divulga semanalmente o Boletim Epidemiológico de Arboviroses. Recentemente, foram confirmados 10.255 casos de dengue, com nove óbitos confirmados e três em investigação. Já os casos confirmados de chikungunya são 1.339, com três óbitos confirmados e dois em investigação. 

“Essas confirmações de mortes por chikungunya  são casos de maio que estavam em investigação. Mês em que a doença estava no pico. Mas queremos reforçar os cuidados que a população deve ter em manter os ambientes longe do mosquito Aedes aegypti”, diz a infectologista Amparo Salmito. 

FMS realiza atividades para alertar o combate ao Aedes aegypti em Teresina (Foto: FMS)FMS realiza atividades para alertar o combate ao Aedes aegypti em Teresina (Foto: FMS)A FMS recomenda atividades de cuidados que devem ser tomados dentro de casa para evitar a proliferação do Aedes aegypti. A ação envolve atenção aos objetos que podem acumular água. Esses locais costumam ser escolhidos pelos mosquitos para depositar ovos e reproduzir. 

Cada morador deve fechar muito bem as lixeiras e qualquer possível depósito de água, como potes, tambores, filtros, tanques e caixas d’água, pois o mosquito é bem pequeno e uma mínima fresta já é suficiente para que ele consiga colocar ovos.

É necessário preencher os pratos de vasos de plantas com areia ou lavá-los semanalmente com o auxílio de bucha e sabão para eliminar os ovos do mosquito por completo; lavar os bebedouros de animais domésticos com esponja e trocar a água pelo menos uma vez por semana.

FMS realiza atividades para alertar o combate ao Aedes aegypti em Teresina (Foto: FMS)FMS realiza atividades para alertar o combate ao Aedes aegypti em Teresina (Foto: FMS)FMS realiza atividades para alertar o combate ao Aedes aegypti em Teresina (Foto: FMS)