Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Funcionário morre e corpo é coberto por guarda-sóis;local ficou aberto

O serviço seguiu normalmente durante cerca de quatro horas até que uma equipe do Instituto Médico Legal (IML) chegasse ao local

Funcionário morre e corpo é coberto por guarda-sóis;local ficou aberto
|
Compartilhe

Um funcionário de supermercado em Recife morreu enquanto trabalhava, na sexta-feira, dia 14, e foi coberto por guarda-sóis para que o estabelecimento continuasse em funcionamento. Segundo relatos de quem estava no local, o serviço seguiu normalmente durante cerca de quatro horas até que uma equipe do Instituto Médico Legal (IML) chegasse ao local para recolher o corpo.

Funcionário de supermercado morreu em serviço

O episódio, porém, não passou despercebido por clientes, que tiraram fotos e levaram a história para as redes sociais. O caso veio a repercutir nesta terça-feira, dia 18, alcançando mais internautas, que também reclamaram da frieza da empresa. Uma colega de trabalho afirmou que o promotor de vendas era "incrível" e que agora "o turno da manhã nunca mais será o mesmo".

Em publicações no Twitter, o perfil do Carrefour respondeu algumas pessoas que cobraram um posicionamento da empresa. Algumas delas lembraram da morte de uma cachorra numa unidade em Osasco em 2018, que gerou indignação entre defensores dos animais e ficou conhecida em todo país.

"Respeitamos e nos preocupamos com todos, e sentimos muito pelo falecimento do Sr. Moisés. Mudamos os protocolos para que as lojas sejam fechadas em casos de fatalidades como essa. Seguimos à disposição para apoiar a família do Sr. Moisés", disse o supermercado em uma das postagens.

Em outra publicação, a empresa reforçou mais uma vez que a alteração no protocolo para que, em caso de morte de algum colaborador no ambiente de trabalho, o funcionamento das lojas deve ser interrompido.

"O falecimento do Sr. Moisés Santos, vítima de um infarto, foi inesperado e um triste acontecimento para nós. Continuamos à disposição para apoiar a família", acrescentou. "Sentimos muito e, por conta do ocorrido, revisitamos os protocolos para implementar a obrigatoriedade de fechamento das lojas para fatalidades como essa".


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar