Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Gilberto Gil acredita que gangue internacional agiu no Masp

Gilberto Gil acredita que gangue internacional agiu no Masp

Gilberto Gil acredita que gangue internacional agiu no Masp
Gilberto Gil acredita que gangue internacional agiu no Masp | Divulgação
Compartilhe

O ministro da Cultura, Gilberto Gil, disse nesta sexta-feira (21) que o furto de dois quadros do Museu de Arte de S?o Paulo (Masp), na quinta-feira (20), pode ter sido cometido por gangues internacionais. "Problemas desse tipo acontecem o tempo todo, no mundo inteiro. A cobi?a dos grupos organizados internacionais ? muito grande. Roubos como esse, provavelmente, n?o foram feitos por brasileiros. Devem estar ligados a gangues internacionais." Juntas, as obras levadas pelos criminosos - "O lavrador de caf?", de C?ndido Portinari, e "Retrato de Suzanne Bloch", de Pablo Picasso (1881-1973) - est?o avaliadas em R$ 100 milh?es.

Segundo ele, ? preciso unir esfor?os com os governo federal, estadual e municipal a fim de equipar melhor os museus do pa?s. Para isso, anunciou o ministro, est? em negocia??o com os minist?rios a cria??o Instituto Brasileiro de Museus. "Ele vai se equipar, criar seus pr?prios quadros e ter capacidade de atender a demanda dos mais de 2.500 museus que temos no Brasil.

Gil, que garantiu a perman?ncia no cargo em 2008, n?o quis comentar se a seguran?a no Masp seria falha. "O Masp ? que sabe". Na manh? desta sexta, o presidente do Masp, o arquiteto Julio Neves, disse que faltou dinheiro para investir na seguran?a do museu, cujo acervo ? um dos mais importantes da Am?rica Latina.

"N?o t?nhamos os recursos para poder fazer [a seguran?a]. Agora, vamos atualizar. O que se pode fazer ? sofisticar alguns equipamentos", afirmou Neves, durante cerim?nia no Pal?cio dos Bandeirantes, sede do governo, na Zona Sul de S?o Paulo. O arquiteto n?o descartou buscar na Europa a nova tecnologia em seguran?a para o Masp.

"Existem alarmes que s? em chegar mais perto do quadro tocam", disse. Neves admitiu tamb?m que n?o h? alarme sonoro no pr?dio do Masp, localizado na Avenida Paulista. "Ele ? ligado ao circuito de TV. N?o tem alarme mais alto". Questionado, ent?o, de que forma poderia se detectar um ladr?o, ele completou: "pela seguran?a, pela ronda".


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar