Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Governador do Piauí recebe empresa que iniciará estudo sobre o Parnaíba

As linhas sísmicas estudadas atingirão 1.600 quilômetros de extensão

Compartilhe

O governador em exerc?cio, Wilson Martins, recebeu, nessa quarta-feira, 27, uma equipe de diretores da empresa Brain Tecnologia, ganhadora da licita??o para estudar o potencial de g?s e petr?leo da bacia hidrogr?fica do Rio Parna?ba. O estudo s?smico (uma esp?cie de raios X do subsolo), que aguarda apenas a licen?a ambiental da Secretaria do Meio Ambiente e Recursos H?dricos (Semar) para ser iniciado, vai envolver 500 pessoas na regi?o de Floriano, abrangendo 22 munic?pios do Centro-Sul do Estado. As linhas s?smicas estudadas atingir?o 1.600 quil?metros de extens?o, e a ?rea toda a ser estudada abrange 33 mil quil?metros quadrados, o equivalente ao Estado de Sergipe.

A empresa mineira Brain Tecnologia, que se prepara para entrar em campo, ganhou uma licita??o lan?ada no fim de dezembro de 2007, pela Ag?ncia Nacional de Petr?leo (ANP), e agora apresentou o plano de trabalho ao governador em exerc?cio. ?H? uma expectativa de que em um prazo de sete a dez meses estejamos com esse estudo pronto para ser entregue ? Ag?ncia Nacional de Petr?leo e, a partir da?, prosseguir em um estudo em tr?s dimens?es (3D). Acredito que essa ? uma das sa?das deste Estado para trabalhar a produ??o da minera??o?, diz Wilson Martins.

De acordo com o diretor de Log?stica da empresa, Breno Scarpelli, foram surpreendentes a rapidez, a compet?ncia e o empenho tanto do Governo do Estado quanto da Ag?ncia para que o projeto sa?sse r?pido e de forma segura. ?Se o Governo do Estado n?o tivesse trazido esse projeto para o Piau?, certamente haveria outros Estados querendo. Esse levantamento veio para o Piau?, gra?as ? compet?ncia do Estado junto ? Ag?ncia, nessa parceria que conseguiu empenhar verba, levantar o projeto e realmente soltar o primeiro levantamento s?smico feito no Brasil pela Ag?ncia Nacional de Petr?leo?, diz o diretor.

"Esse estudo vai subsidiar, sobretudo, a capacidade que temos naquela bacia, a uma profundidade de cinco quil?metros, para prosseguir com a possibilidade de fazer uma prospec??o", revela Breno Scarpelli. ?O empreendimento vai gerar 500 empregos diretos e deve absorver cerca de 50% desse potencial com m?o-de-obra local. Como se trata de um trabalho altamente especializado, temos uma equipe em stand by treinada pela empresa e com forma??o necess?ria para desenvolver o trabalho?, explica.

Segundo Wilson Martins, essa ? uma luta que o governador Wellington Dias tem travado desde o in?cio de seu primeiro governo, e o presidente Luiz In?cio Lula da Silva tem dado seu aval na ANP. ?Hoje temos a satisfa??o de receber a visita da empresa, que vai come?ar agora os estudos das linhas s?smicas de Floriano e do M?dio Parna?ba, numa ?rea de 33 mil quil?metros quadrados. ? uma ?rea muito maior que o Estado de Sergipe?, compara o governador em exerc?cio.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar