O governador Wellington Dias esteve reunido, na manh? desta quarta-feira, 18, com o presidente da Companhia Ferrovi?ria do Nordeste (CFN), Tufy Daher, e com o diretor institucional e de rela?es com investidores da empresa, Jorge Melo. Na ocasi?o, foram discutidos os detalhes operacionais da implanta??o da ferrovia Transnordestina, cujas obras em territ?rio piauiense ser?o iniciadas no segundo semestre de 2008, abrangendo 400 quil?metros de extens?o, iniciados a partir da divisa com Pernambuco, entre os munic?pios de Paulistana e Jacobina do Piau?, at? Eliseu Martins.

Pelo cronograma da CFN e do Minist?rio dos Transportes, o trecho da Transnordestina que interliga os cerrados piauienses ao Porto de Suape, em Pernambuco, estar? conclu?do at? o final de 2010, perfazendo um total de 1.880 quil?metros de ferrovia com padr?o de primeiro mundo. ?Em todo o Brasil, apenas Caraj?s ter? um sistema ferrovi?rio t?o moderno quanto esse?, observa Tufy Daher, destacando que o investimento integral ? da ordem de R$ 4,5 bilh?es. Deste valor, mais de R$ 1 bilh?o est? sendo investido no Piau?.

A Transnordestina ter? uma fun??o primordial para a capta??o de cargas agr?colas produzidas no Piau?, com destaque para itens como soja, cana-de-a?car e ?lcool. O desenvolvimento da pesquisa e extra??o mineral no Estado tamb?m anima os executivos da CFN, considerando que os munic?pios piauienses situados na ?rea de abrang?ncia da ferrovia est?o sobre promissoras jazidas de n?quel gipsita, calc?rio, fosfato e gesso.

O governador Wellington Dias revelou que os estudos da CFN apontam para um significativo crescimento do ?ndice de Desenvolvimento Humano (IDH) na regi?o cont?gua ? estrada de ferro, que registrar? um aumento de 30% de sua renda m?dia. Pela proje??o, o IDH desses munic?pios, que hoje est? na casa de 0,4, pode evoluir ao patamar de 0,7, saindo de uma classifica??o baixa para m?dia e registrando um aumento de qualidade de vida para o Piau?.