Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Governadores do NE discutem sistema elétrico e retenção de repasses

9º Fórum de Governadores do Nordeste acontece em Recife

Compartilhe

O governador Wellington Dias participou, nesta sexta-feira (18), do 9º Fórum de Governadores do Nordeste, em Recife (PE). Na ocasião, foram tratadas pautas importantes para o Brasil e Piauí, tais como o sistema elétrico do país e a possível retenção de recursos do Fundo de Participação dos Estados (FPE) pela União.

“Tivemos uma posição firme na defesa de uma maior responsabilidade em relação ao sistema elétrico. É um patrimônio do povo brasileiro, construído durante um longo tempo. Estamos falando aqui da Chesf, Cepisa e de várias empresas. Não é razoável esse processo num final de mandato, numa situação cheia de problemas de ordem legal. No caso do Piauí, estão vendendo um sistema, sendo que ainda nem pagaram a Cepisa. A consequência disso é o impacto que pode haver na população. Todos os estudos apontam que haverá de imediato um aumento na alíquota, além do que já se paga hoje, de mais 17%. Então fazemos uma defesa para que haja a bertura de um diálogo e a partir disso seja traçado o melhor caminho”, pontuou Wellington.

 (Crédito: Álvaro Carneiro)
(Crédito: Álvaro Carneiro)

O governador destacou ainda a preocupação com a pauta federativa. “Hoje, existem medidas sistemáticas para bloquear recursos dos estados e municípios, tais como o fundo de participação dos estados e municípios, cortes na área social, como o Bolsa Família e Pronatec. Aqui, colocamos uma pauta dos governadores, tanto em relação ao Supremo (Tribunal Federal), onde já há ações em andamento que queremos que sejam prioridade, como a que garante entrar em funcionamento a lei dos royalites, que foi aprovada pelo Congresso Nacional, que faz distribuição justa de royalties e participação especial, salário educação, ações relativas a diferença não paga pelo Fundef, dentre outros. Num momento de dificuldade em que os estados e municípios passam, é necessário uma ação conjunta dos governadores do Brasil tanto em relação ao poder central, quanto ao Supremo”, destacou.


Carta dos Governadores

No encontro, também foi redigida a Carta dos Governadores do Nordeste e de Minas Gerais em Defesa do Federalismo e do Rio São Francisco. O documento registra, além da preocupação com o sistema elétrico nacional e problemas com repasses, outros pontos debatidos pelos gestores. Entre eles estão: a atual ineficiência por razões burocráticas do recém-criado Ministério Extraordinário da Segurança Pública; a falta de clareza dos critérios da Linha de Financiamento de R$ 42 bilhões para os Estados que, no entanto, ainda não beneficiou nenhuma Unidade da Federação; os déficits dos sistemas estaduais de Saúde, entre outros.

VEJA CARTA ABERTA NA ÍNTEGRA


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar