Governadores se reúnem para tratar da retomada da transnordestina

Os governadores estiveram nesta quarta reunidos em Brasília

Os governadores do Piauí, Wellington Dias; Ceará, Camillo Santana; e Pernambuco, Paulo Câmara, participaram de audiência, nessa quarta-feira (8), em Brasília, com os ministros da Casa Civil, Eliseu Padilha; do Planejamento, Dyogo Oliveira; e dos Portos e Aviação Civil, Mauricio Quintella, para tratar da retomada das obras da Transnordestina. Após o encontro, Wellington informou que serão liberados, em 2017, R$ 560 milhões do setor público que, somados aos valores da iniciativa privada, vão permitir um grande avanço na obra que está prevista para ser concluída em 2019.

Dias disse que foi solicitado ao governo federal um cronograma de liberação de recursos que especifique os valores a serem liberados anualmente para a obra. “Com a liberação desse primeiro recurso, teremos as condições de retomar imediatamente a obras e concluir o trecho entre o Piauí e Ceará”, comentou o chefe do Executivo piauiense.

De acordo com o governador do Piauí, alguns entraves estão sendo resolvidos para dar continuidade às obras, dentre eles o que envolvia uma comunidade quilombola. “Já foi negociado eestamos aguardando a decisão Gestores dos três estados participaram do encontro da Comarca Federal da região de São Raimundo Nonato. É importante que todos tenham a compreensão que a Transnordestina irá ligar uma região altamente produtiva e em crescimento - com produção aproximada de 15 milhões de toneladas e com a perspectiva de dobrar - sendo um instrumento essencial para o desenvolvimento e que gerará emprego e renda”, enfatiza o gestor.

Wellington também destaca que, atualmente, tudo que é produzido ou importado é transportado pelas estradas, causando uma depreciação das mesmas. Ele lembra que a obra foi iniciada ainda na sua primeira gestão como governador e também dos presidentes Lula e Dilma.

Segundo ele, a via é bastante esperada por trazer o desenvolvimento. “O transporte dessa carga arrebenta as estradas e com a Transnordestina serão transportadas com mais agilidade e de forma mais barata”, comentou Dias.

“No próximo dia 15 de fevereiro, haverá uma agenda com o Tribunal de Contas da União (TCU) para solicitar mais agilidade na liberação de recursos para essa obra que vai gerar desenvolvimento para todo o Brasil”, revelou Wellington.

Dias também explicou que os governadores estão em contato com a Secretaria Nacional de Desenvolvimento para a definição de áreas de carga e descarga em pontos estratégicos, parque industrial e base para o comércio atacadista. 


Fonte: Portal MN
logomarca do portal meionorte..com