Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Acesse a versão para celular

Governo instituirá assistência 24 horas para prevenção ao suicídio

Os cuidados 24 horas serão feitos em dois eixos.

Compartilhe
Google Whatsapp

O secretário de Estado da Saúde, Francisco Costa, apresentou ao governador Wellington Dias, nesta terça-feira (2), o Plano Estadual de Prevenção ao Suicídio, que inclui desde a organização das redes de atenção, com qualificação de profissionais, instituição de um fórum institucional e permanente para estudos e implentações de ações, além de uma central de cuidados às pessoas com transtorno mental. Na oportunidade, o governador inseriu a proposta para assistência psicossocial 24 horas, nas cinco macrorregiões do Piauí: Bom Jesus, Floriano, Picos, Teresina e Parnaíba.

Os cuidados 24 horas serão feitos em dois eixos. Um, com atendimento por uma central, que fará a escuta aos pacientes, encaminhando à Rede de Atenção, e havendo necessidade, acionando órgãos para prevenir o suicídio, como Corpo de Bombeiros, SAMU e Polícia Militar.

Na outra vertente, o fortalecimento da assistência com a estruturação de unidades descentralizadas. “Estamos dando novos passos para estruturação da rede, da mesma forma como ocorreu nas demais áreas para cuidar das pessoas, como na ortopedia, pediatria. É necessário que tenhamos fortalecida uma rede da saúde mental, casada com a Rede de Atenção Primária, CAPs (Centro de Atenção Psicossocial), leitos de retaguarda. Por isso, estamos estruturando as cinco unidades, integrado aos 224 municípios para este atendimento”.

Para o secretário Francisco Costa, com a inclusão dessa proposta, “o paciente, no momento da crise ou da tentativa do suicídio, tenha garantido o atendimento psicossocial e hospitalar, e em seguida, encaminhado para uma rede de proteção, incluindo o tratamento”.

Além do fortalecimento na assistência, o governador autorizou investimentos para estudos e pesquisas sobre a temática. “Numa etapa mais aprofundada, incentivando a pesquisa para identificar onde está a raiz deste problema, envolvendo a Fapepi (Fundação de Pesquisa do Piauí), Secretaria de Saúde, e ainda instituindo um fórum para a Rede Piauí de Prevenção ao Suicídio, envolvendo educação (privado e púbico, em todos municípios), saúde, entidades públicas e privadas”, afirma o secretário.


Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp
Carregar os comentários (0)

comentários

fechar comentários
Nenhum comentário feito até o momento

veja também

Recomendamos

Localização

Definir a localização padrão

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Termos de uso

Texto

Política de privacidade

Texto