Governo prorroga Feirão de Automóveis e mantém condições especiais

O financiamento do veículo pode ser feito em até 60 meses.

Consolidando o sucesso da 2ª edição do Feirão de Automóveis, o secretário de Administração e Previdência Franzé Silva confirmou na terça-feira, 28 de novembro, a prorrogação do evento até o próximo sábado, 02 de dezembro. A pactuação quanto a extensão do prazo foi acertada com as concessionárias participantes e o superintendente do Banco do Brasil, Pio Gomes. "Pra nós mais uma parceria que se renova, o Estado junto com o setor produtivo, as concessionárias e o Banco do Brasil estão dando a oportunidade de prorrogar o nosso feirão de veículos em condições especiais até sábado, dia 2 de dezembro. O Banco do Brasil manterá ao longo dessa semana e até o dia 02 as mesmas condições que nós tivemos agora na última semana de encerramento do semana de encerramento do feirão, a redução de mais 0,10% na taxa para todos os servidores e todas as entidades que estão participando nessa parceria no Piauí", disse o representante da instituição financeira.

Nesse âmbito, o financiamento do veículo pode ser feito em até 60 meses com 100% do valor do veículo. Entre as vantagens estão a carência de até seis meses para o pagamento da primeira parcela, a possibilidade de não pagar a parcela em dois meses a cada ano e taxas especiais a partir de 0,89%. "São condições especiais, lembrando outras: nós financiamos até 100% o valor do veículo, o Banco proporciona uma condição de escolher a cada ano dois meses que ele pula as parcelas, ou seja, ele só paga dez meses e deixa esse valor das prestações para outro compromisso, matrícula escolar, compra de final de ano. São muitas concessões especiais que fazemos o convite para o servidor aproveitar essa oportunidade. O momento é realizar o sonho da aquisição do veículo", indicou Pio Gomes.


Com a autorização do governador do Piauí para a prorrogação do prazo, o secretário Franzé Silva sintetizou o sucesso da segunda edição do Feirão, que em apenas duas semanas já superou o resultado obtido no ano passado, quando o evento durou três meses. "Fizemos uma reunião com o Banco do Brasil, com as concessionárias, o que pactuei é que o Estado só ia prorrogar por mais uma semana se as condições continuassem. O governador autorizou para que fizéssemos a prorrogação até o dia 2 de dezembro", complementou.

Feirão já movimentou R$ 16 milhões na economia local

Criado no intuito de movimentar a economia estadual, o II Feirão de Automóveis do Servidor Público tem superado as expectativas do Poder Executivo. Tal apontamento vem após a divulgação do balanço parcial do evento, onde em apenas dois dias foram viabilizados créditos de R$ 16 milhões na compra de veículos. O número reconhece os contratos aprovados pelo Banco do Brasil. Nisso, a previsão é dobrar o resultado alcançado no ano passado. "A nossa expectativa: faremos mais que o dobro de financiamentos em condições bem melhores que ano passado, tivemos mais de R$ 16 milhões em valores aprovados. Temos mais de R$ 5 milhões em que o servidor está com o carro adquirido, contratado. A expectativa que com essa prorrogação negócios que foram iniciados sejam fechados, nossa previsão é dobrar o que fizemos no primeiro feirão", disse o superintendente do BB, Pio Gomes.

Com o indicativo, o secretário Franzé Silva comemorou o resultado satisfatório em tão pouco tempo, indicando para a perspectiva de que nos próximos dias o mercado se movimente ainda mais. "O levantamento que fizemos do último recadastramento dos servidores onde estava apontado no quadro social uma necessidade de aquisição de veículos, de carros por parte dos servidores, o Governo do Estado buscou essa articulação no sentido de encontrar condições que pudesse favorecer o servidor a realizar esse sonho. Desse feirão agora em 2017 conseguimos avançar em relação ao do ano passado, com condições mais favoráveis que em 2016. Saímos de um patamar de R$ 10 milhões de faturamento de veículos em 2016 para R$ 13 milhões agora, em um período muito inferior. Quando a economia se movimenta aumenta nossa arrecadação de impostos, aumento emprego e renda, isso faz girar a economia", frisou.

O superintendente do Banco do Brasil, Pio Gomes, ainda indicou que o servidor tem toda a comodidade no processo, e não precisará se deslocar até uma agência da instituição financeira, formalizando os principais detalhes da contratação na própria concessionária. "O servidor tem toda a comodidade de realizar seu financiamento ao estar na concessionária, não precisa se deslocar ao Banco do Brasil. Ele vai ter o conforto de sair com o processo aprovado ao sair da concessionária", comentou.

Além de todos os benefícios já citados para a economia local, 0,5% do valor disposto com as vendas no Feirão será direcionado ao Fundo Previdenciário, o que ajudará a elevar a receita no setor.

Fonte: Com informações do Francy Teixeira, Jornal Meio Norte
logomarca do portal meionorte..com