Grávida é atropelada por bandidos durante assalto e bebê morre

Criança se chamaria Arthur, como o menino baleado em Caxias

“Acabaram com um sonho, com uma vida”. O relato é do administrador de empresas Eduardo Baptista, de 38 anos, vítima de um assalto na madrugada da última sexta-feira em Higienópolis, na Zona Norte, que tirou a chance de vida do primeiro filho dele com a empresária Flávia Ahrends, de 40 anos. Grávida de três meses, ela foi atropelada pelos bandidos, e a criança não resistiu. Ele se chamaria Arthur, mesmo nome do bebê atingido por uma bala perdida ainda no útero da mãe, em Duque de Caxias, uma semana antes.

— Já tínhamos começado a obra no quarto, programávamos como seria a decoração e estávamos comprando roupinhas de bebê. Estamos muito revoltados com tudo o que aconteceu — afirma Eduardo.

Image title

A ação violenta durou menos de um minuto. Tempo suficiente para deixar um vazio na vida do casal. Por volta das 2h20m, quando os dois voltavam de uma festa julina, foram atacados pelos bandidos. As vítimas foram abordadas na Rua Fernandes Valdez, a cem metros de casa. Eduardo havia acabado de estacionar o carro quando percebeu a aproximação de um veículo, um Celta. Eles estavam acompanhados do filho do administrador, de 10 anos.

— Cheguei a pensar que eram moradores, porque diminuíram a velocidade. Continuamos caminhando quando, de repente, o veículo veio por trás e nos atingiu. No início, até pensamos que o motorista estava bêbado, mas, na verdade, essa foi a maneira que eles usaram para nos abordar — lembrou o administrador, que se jogou no capô do carro e empurrou o filho para a calçada.

O impacto em Flávia foi forte. Ela caiu e teve todos os seus pertences roubados pelo motorista, enquanto o comparsa pegava a carteira e o celular do marido. Eduardo teve o punho esfaqueado pelo criminoso. O filho dele viu tudo. A vítima está com os movimentos dos dedos da mão esquerda afetados e terá que passar por tratamento.

— O bandido me esfaquearia no abdômen, mas eu consegui colocar o braço na frente. Depois corri, achei que ele ia me matar. Meu filho ficou traumatizado, achando que eu tinha sido atingido no peito — disse Eduardo. — Com certeza, depois de passar por tudo isso, ele vai precisar de um acompanhamento psicológico. Nós ficamos mais de 30 horas sem dormir. Meu filho, por mais que tenha o quarto dele, só quer dormir abraçado comigo.

Flávia também já tem um filho de outro relacionamento. Mas Arthur era fruto de um casamento recente, de apenas dois anos. Neste domingo, ainda muito abalada, ela não quis falar sobre o que aconteceu. Contou apenas que se preparava para passar pelo procedimento de retirada do feto, marcado para esta segunda-feira.

CÂMERA FLAGROU CRIME

Toda a ação foi flagrada por uma câmera de segurança da região. O vídeo mostra o exato momento em que o veículo se aproxima da família para a abordagem. Mesmo caída no chão, Flávia foi obrigada a passar a bolsa para o criminoso pela janela do carro. As imagens também mostram a criança correndo para fugir dos criminosos. Além dos celulares, os bandidos levaram cerca de R$ 350 do casal. O caso foi registrado na 21ª DP (Bonsucesso).

Pelas redes sociais, amigos e parentes deixaram mensagens de solidariedade ao casal. “Uma violência sem necessidade”, escreveu uma mulher. “Esses drogados, bandidos, sem alma e sem coração ainda podem fazer muito mal às pessoas de bem! Muita coisa errada, muita coisa a ser feita!”, publicou Celso Baptista, pai de Eduardo.

Há dois anos morando no bairro, a família já pensava em se mudar dali. Depois do assalto, o primeiro que o casal sofreu no local, o plano será antecipado.

— Aqui, infelizmente, é um bairro muito violento, que virou rota de fuga. Estamos cercados por várias comunidades e há muitos relatos de crimes nesta região. Se antes a gente já pensava em se mudar, agora virou prioridade. Já estamos vendo um apartamento em outro bairro longe daqui — contou Eduardo, que quer os envolvidos presos. — Fico revoltado com a impunidade a cada vez que assisto ao vídeo. Infelizmente, a polícia não tem culpa, está sucateada.

Fonte: Com informações do OGlobo
logomarca do portal meionorte..com