Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Grávida morre após não conseguir atendimento em hospital público

Após ser socorrida, Thais foi levada em uma ambulância até o HRG

Grávida morre após não conseguir atendimento em hospital público
SDS | Reprodução
Compartilhe
Google Whatsapp

Nayara Thais de Oliveira Ribeiro, de 25 anos, morreu no último domingo (5/2), no Hospital Regional do Guará, após sofrer uma parada cardíaca. Thais estava grávida de poucas semanas. A família da jovem conta que viveu uma verdadeira maratona em busca de atendimento médico, e o caso teve grande repercussão nas redes sociais.

A mãe conta que um vigilante orientou Thais a se sentar em uma cadeira de rodas até que pudesse ser atendida por um médico. Segundo Aurea, nas duas unidades de saúde, não foi feito nem o registro da passagem da jovem. Por conta da demora e já desesperado, o marido de Thais decidiu levá-la a uma unidade do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).  Ao chegar Thais já estada em estado grave, passando muito mal, assim que chegou no SAMU ela sofreu uma parada cardíaca.

Grávida morre após não conseguir atendimento em hospital público
Grávida morre após não conseguir atendimento em hospital público



Após ser socorrida, Thais foi levada em uma ambulância até o HRG, onde finalmente conseguiu atendimento. No entanto, segundo a mãe, já era tarde demais. “Lá me deixaram ver minha filha, mas, quando entrei, percebi que não era mais ela quem estava ali. Ela puxava o ar com muita dificuldade e já entendi que estava quase morta”, conta a mãe.

Grávida morre após não conseguir atendimento em hospital público
Grávida morre após não conseguir atendimento em hospital público


Após a morte de Thais, um amigo da família fez um desabafo nas redes sociais e parentes dela fizeram uma página no Facebook em memória da jovem.Segundo a Secretaria de Saúde do DF, “não há registro de passagem da paciente no Hospital Regional de Ceilândia nem na UPA da região administrativa. O registro encontrado mostra que o atendimento foi realizado no Hospital Regional do Guará, após atendimento realizado pelo Samu e resgate por helicóptero do Corpo de Bombeiros”.


Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp
Carregar os comentários (0)

comentários

fechar comentários
Nenhum comentário feito até o momento

veja também

Recomendamos

Localização

Definir a localização padrão

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Fique por dentro

Receba notícias quentinhas diretamente no seu whatsapp

Continuar

Falta pouco, agora escolha as categorias que deseja receber notícias

Aperte (ctrl + clique) para selecionar vários
Pronto!

Agora você passará a receber novidades diretamente no seu whatsapp.

Termos de uso

Texto

Política de privacidade

Texto