Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Greve: Setut diz que vai recorrer da decisão que determina pagamentos

A medida determina o pagamento imediato do plano de saúde, benefício do ticket alimentação e os 30% do salário.

Compartilhe

O Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros de Teresina se manifestou através de nota após a justiça determinar pagamentos para motoristas e cobradores de ônibus de Teresina com objetivo de encerramento da greve.

O SETUT afirmou que respeita a decisão, mas que vai recorrer. Confira a nota na íntegra: 

O SETUT considera que a suspensão da greve trará apenas benefícios à população e é muito bem vinda, especialmente aos teresinenses que se deslocam diariamente nos ônibus.

Quanto a decisão judicial, em caráter liminar, do Juiz Substituto Dr. Carlos Wagner Araújo Nery da Cruz, como toda decisão deve ser respeitada, não obstante o direito de recorrer através dos meios processuais previstos em lei.

Medida determina pagamento para motoristas e cobradores

A medida determina o pagamento imediato do plano de saúde, benefício do ticket alimentação e os 30% do salário, que fazem parte da Medida Provisória 936, que institui o Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda. 

De acordo com a decisão, não existe para os anos de 2020/2021, um instrumento normativo entabulado entre as partes nesse quesito, por isso, a regularização deve ser cumprida até uma nova regulamentação ou consenso. “Decide-se pela concessão parcial da tutela provisória de urgência requerida, em relação aos pedidos de ticket alimentação e plano de saúde, a fim de que as empresas substituídas pelo sindicato suscitado (SETUT- Sindicato das Empresas garantam aos trabalhadores substituídos pelo sindicato suscitante (Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Rodoviários no Estado do Piauí (SINTETRO-PI) o cumprimento das cláusulas décima segunda e décima terceira, decorrentes de sentença normativa (DC 0080025-02-2019.5.22.0000), até nova regulamentação ou consenso”, diz trecho da liminar. 


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar