Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Grupo de alunas tem surto coletivo em escola no Piauí

Segundo informações repassadas ao meionorte.com, todas as jovens têm entre 14 e 15 anos, e foram encaminhadas ao hospital da cidade para atendimento médico.

Compartilhe
Google Whatsapp

Atualizada ás 16h26

Pelo menos 20 alunas da Unidade Escolar Otávio Falcão no município de Porto passaram mal simultaneamente na segunda-feira (10/06) enquanto assistiam aula,  o que está sendo considerado um surto psicótico.

Segundo informações repassadas ao meionorte.com, todas as jovens têm entre 14 e 15 anos, e foram encaminhadas ao hospital da cidade para atendimento médico. A diretoria da escola informou à polícia que não há indícios de que as alunas tenham sido envenenadas. Os sintomas apresentados foram sudorese, pressão baixa, palidez, coração acelerado e choravam muito.

Uma especulação apontada é que na escola esteja havendo surto coletivo por “motivos espirituais”. Alunos relataram que na sala de aula se comentava sobre jovens que teriam tirado a própria vida e que uma das alunas já teria incorporado um espírito.

Em entrevista ao meionorte.com o diretor da Unidade Escolar Otávio Falcão, professor Dário Kardeck contou que a situação acontece com uma ou outra aluna diariamente devido problemas emocionais, mas desta vez o ocorrido foi em grande quantidade.

"Acontece sempre quase que diariamente com uma ou outra aluna. Causas: ansiedade, depressão, uso indevido do celular (internet), causas familiares sociais. Nada de espíritos, como está sendo propagado. Ontem foi um caso atípico, em cadeia. No momento do intervalo das aulas duas alunas desmaiaram e por conseguinte as demais também foram entrando em pânico devido aquela situação. Como estavam todos juntos no pátio da escola (recreio) aconteceu essa situação em cadeia pela comoção." Afirmou o diretor. 

As alunas foram socorridas e encaminhadas para o hospital com ajuda dos professores e familiares. Segundo o professor Dário Kardeck. "No caso de ontem, como foi em grande número, muitos professores auxiliaram no transporte dessas alunas até o posto médico. A escola sempre auxilia nesse sentido, mas a verdade é  que não estamos preparados para lidar com essas situações."Disse. 

O caso está sendo investigado pela Secretaria de Estado da Educação (Seduc). Em nota a secretaria informou que descarta qualquer forma de intoxicação, seja alimentar ou por ingestão da água disponível na escola.

Ainda segundo a nota, uma equipe multiprofissionais será encaminhada à Unidade Escolar para uma avaliação completa da real situação até a descoberta das possíveis causas da ocorrência.

O diretor da escola afirmou que recorreu ao município a possibilidade de um profissional de psicologia fazer parte do quadro de funcionários da escola, para auxiliar e evitar situações como essas. 

"Não temos. Recorremos ao município. Sempre realizamos palestras sobre esses temas aqui na escola com auxílio de profissionais da psicologia. A SEDUC já está enviando uma equipe aqui para a escola para ver essa situação." Disse Dário. 


Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Localização

Definir a localização padrão

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Fique por dentro

Receba notícias quentinhas diretamente no seu whatsapp

Continuar

Falta pouco, agora escolha as categorias que deseja receber notícias

Aperte (ctrl + clique) para selecionar vários
Pronto!

Agora você passará a receber novidades diretamente no seu whatsapp.

Termos de uso

Texto

Política de privacidade

Texto

×