Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Guarda Municipal é preso acusado de estuprar criança em abrigo de THE

o guarda municipal tinha contato com a criança há pelo menos 1 ano quando passou a frequentar o abrigo.

Compartilhe

Um guarda municipal, de 28 anos, foi preso na manhã desta quinta-feira (03/09), acusado de estuprar uma criança de 12 anos dentro de um abrigo, localizado no bairro Vila Operária, na zona norte de Teresina. O nome do acusado não foi divulgado, devido o processor seguir em segredo de justiça.

Em entrevista à Rede Meio Norte, o gerente do Grupamento da Polícia Militar, delegado Sebastião Leal, contou que a prisão foi realizada durante o cumprimento do mandado de prisão expedido pelo Poder Judiciário contra do servidor da Guarda Civil Municipal de Teresina.

"Nós tivemos acesso a um mandado de prisão oriundo do Poder Judiciário, onde mandava executar a prisão de um guarda municipal. O que consta relativo a este procedimento é que é imputado a ele o estupro de vulnerável, o procedimento encontra-se em cargo da Delegacia de Proteção à Criança e o Adolescente, onde está sendo adotadas todas as providências do ponto de vista da investigação criminal, bem como de proteção a criança que foi submetida a violência.” declarou o delegado.

Gerente do Grupamento da Polícia Militar, delegado Sebastião Leal - Foto: Reprodução/TV Meio Norte

Segundo informações apuradas pelo meionorte.com, o guarda municipal tinha contato com a criança há pelo menos 1 ano quando passou a  frequentar o abrigo. A denúncia foi feita por funcionários que acionaram a polícia ao notarem mudanças no comportamento da criança.

"Os funcionários do abrigo descobriram e encaminharam para polícia. A criança será acompanhada por psicólogo e assistentes sociais, daí a gente vai se resguardar para ter um laudo de como se encontra a criança. A denúncia chegou já faz algum tempo e agora quer foi executada a prisão dele depois das investigações preliminares, do pedido de prisão e da representação feita, mas as investigações já demanda algum tempo. Nós temos que ver essa situação, porque ele frequentava e se ele estava frequentando é porque tem alguma pessoa dele lá como profissional, se ele fazia uma atividade extra como guarda municipal.” disse Sebastião Leal. 


O  meionorte.com entrou em contato com a assessoria da Guarda Municipal de Teresina, que informou que não irá se manifestar sobre o assunto e que aguardam orientações da Polícia Civil para adoção de medidas administrativas.

“Sobre esse assunto a GCM não irá se manifestar, pois fomos informados que  o mesmo está em segredo de Justiça. Aguardaremos informações, que serão solicitadas à Polícia Civil, para adoção de medidas administrativas, que couberem.” disse a assessoria.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar