Guarda Municipal tem número 153 para denúncias de ocorrências

O número está disponível em fase experimental para receber queixas

A população da capital já pode contar com um novo serviço para denúncia de ocorrências criminosas. O número 153 está disponível em caráter experimental para receber queixas da população nos espaços públicos onde a Guarda Municipal de Teresina já realiza atividades de segurança, ou em regiões próximas a esses locais.

O 153 tem ligações gratuitas e realiza atendimentos de 7h a meia-noite, de segunda a sexta-feira. Já nos finais de semana, o número ficará disponível das 7h às 22h, como explica o Capitão Monteiro, comandante da Guarda Municipal de Teresina. “O número estará disponível no mesmo horário de funcionamento da Guarda Municipal, durante a semana e nos finais de semana. As demandas serão encaminhadas diretamente para os guardas municipais que estão nos espaços públicos ou nas ruas, para que a ocorrência seja atendida o mais rápido possível”, afirma o Capitão Monteiro.


 “É mais um mecanismo que ofertamos para a Guarda Municipal de Teresina agir com mais rapidez na solução de eventuais ocorrências nos lugares onde os guardas já trabalham na proteção do patrimônio público e na garantia de espaços públicos de segurança. Nossa intenção é expandir o serviço telefônico, para que ele esteja disponível 24 horas para a população”, afirma o secretário municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (SEMCASPI), Samuel Silveira.

 Criada por meio da Lei Complementar nº 3.834, a atuação da Guarda Municipal é, primordialmente, para a proteção do patrimônio público e assistência à comunidade. Os guardas atuam em pontos como Parque da Cidadania, Complexo Esportivo Parentão, Parque Ambiental Lagoas do Norte e Centros de Esportes Unificados (CEU) Norte e Sul. Os guardas também realizam atividades de segurança nas praças da Bandeira, Rio Branco e Fripisa.

 Outros serviços

 Através do 153 a população também poderá entrar em contato com a Defesa Civil do município para solicitar a identificação e conscientização da população que reside em áreas de risco. No número, também funcionará o Disque Cidadania, que vai receber reclamações sobre qualquer tipo de violação dos direitos humanos, como denúncias de preconceito racial, de gênero, orientação sexual ou religião.

 “Qualquer tipo de denúncia envolvendo violação de direitos das crianças, adolescentes, idosos, pessoas com deficiência ou moradores de rua podem ser encaminhadas por meio deste telefone. Nós encaminharemos as queixas para os órgãos competentes, como o Conselho Tutelar, Delegacias e outros órgãos, dependendo do público que está sofrendo a violação”, complementa a gerente de Direitos Humanos da SEMCASPI, Deusa Fernandes.

Fonte: Portal MN
logomarca do portal meionorte..com