HGV realiza mutirão cirúrgico na véspera de Natal

Em um ano e quatro meses já foram realizados 53 mutirões.

Neste sábado (24), véspera de Natal, o Hospital Getúlio Vargas (HGV) promove o último mutirão cirúrgico de 2016, com previsão de beneficiar trinta pacientes do Ambulatório Integrado (Prédio Azul) e da urgência  com cirurgias ortopédicas. Em um ano e quatro meses já foram realizados 53 mutirões, que atenderam aproximadamente 1.500 pessoas nas áreas de ortopedia, urologia, oftalmologia, neurocirurgia, ginecologia, otorrinolaringologia, vascular, cirurgia geral e plástica.

A diretora-geral do HGV, Clara Leal, faz um balanço positivo e afirma que os mutirões já estão incorporados definitivamente à rotina do Hospital. "Essas ações acontecem praticamente todos os sábados e feriados, conforme orientação da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi). Nosso objetivo, para o próximo ano, é regularizar o funcionamento do Centro Cirúrgico de segunda a sábado", destaca a diretora.

Clara Leal explica que uma verdadeira força-tarefa formada por médicos especialistas conseguiu desafogar a fila e reduzir o tempo de espera por um procedimento no hospital. “Hoje, temos uma média de espera de 40 dias para um procedimento eletivo.  Como consequência, houve uma redução da fila de espera em 51,2%", completa a gestora.

Os números apresentados comprovam essa realidade. Em 2014, a fila era de 4.246 pessoas. Com o reforço dos mutirões, esse número caiu para 2.072. A maior redução foi na área de ortopedia, especialidade que naquele ano contava com 2.203 pessoas aguardando por uma cirurgia. Atualmente, são em torno de 280. O HGV realiza cerca de 1.100 cirurgias por mês, destas 30% são ortopédicas.

Fonte: Ascom