Homem agredido por assediar criança estuprou menino 4 dias antes

Polícia investiga para identificar outras vítimas do maníaco

Quatro dias antes de se masturbar em frente a uma menina de oito anos, Roque Vieira Aguiar, de 49, já havia estuprado um menino, de dez, à beira de um rio em Itanhaém, no litoral de São Paulo. Ele foi preso após ser agredido por munícipes que o viram cometendo os atos libidinosos.

Roque foi preso na terça-feira (12) pela Polícia Militar, depois que a mãe da menina foi alertada pela criança sobre o que estava acontecendo. Ele foi flagrado por ela e outras duas mulheres se masturbando, próximo a uma área de recreação de um condomínio, no bairro Jardim Guapurá.

Na delegacia, uma cicatriz no rosto fez com que os policiais desconfiassem que ele fosse o responsável por estuprar um menino na zona rural da cidade, no sábado (9). Na ocasião, o garoto havia saído para pescar quando, após a ameaça, foi obrigado a entrar em um matagal com Roque.

Homem foi preso depois de se masturbar ao lado de criança (Crédito: Tabloide do Litoral)
Homem foi preso depois de se masturbar ao lado de criança (Crédito: Tabloide do Litoral)


Após o ocorrido, ele pediu ajuda à mãe, que o levou ao hospital e registrou o caso na delegacia. A identidade do abusador era desconhecida, até que os dois foram acionados para realizar o reconhecimento. O garoto afirmou, diante dos policiais, que era ele quem o tinha abusado.

Segundo informações do delegado Jaime Marcelo Nogueira, titular do 3º Distrito Policial da cidade, não há dúvidas de que Roque cometeu o estupro. Um novo inquérito foi aberto para apurar as circunstâncias do caso. "Ao final, vamos pedir a prisão preventiva, mesmo ele estando preso".

Ainda conforme o delegado, Aguiar já tem passagem criminal por roubo e tráfico de entorpecentes. "Não temos notícias de outros estupros, mas agora, com a repercussão do caso, podem existir mais. É preciso que as vítimas informem se ocorrer algum tipo de reconhecimento".

O caso segue em investigação pela Polícia Civil da cidade. Roque, que foi preso em flagrante na terça-feira, foi encaminhado à Cadeia Pública da região e permanece à disposição da Justiça. O menino foi submetido a exames e recebeu um coquetel de medicamentos para prevenir a transmissão de doenças.

Fonte: Com informações do G1
logomarca do portal meionorte..com