Homem desenvolve apenas um peito e médico coloca culpa em fast food

Produtos químicos na comida podem ter ajudado no desenvolvimento

A puberdade pode ser, em alguns casos, muito complexa e diferente de um adolescente para outro. É nessa fase que ocorre o nascimento de pelos em regiões onde eles não existiam, o surgimento de espinhas nos lugares mais inusitados e até mesmo o crescimento de algumas partes do corpo, como quadril e peito.


No entanto, esse último fenômeno se mostrou não ser uma exclusividade feminina, pelo menos é o que prova o caso de um adolescente chinês que precisou apelar para uma cirurgia para retirar apenas uma mama, que cresceu ao equivalente a um sutiã tamanho 36, enquanto o outro peito continuava no tamanho normal.

Mas o mais surpreendente em todo o caso não é o fato de um garoto desenvolver mamas – aliás, essa condição é chamada de ginecomastia pela literatura médica e é mais comum do que se imagina -, e sim a provável causa diagnosticada pelos médicos. Para a equipe de profissionais que operou o chinês, de apenas 19 anos, o caso pode ser um efeito do consumo alto de fast food. 

O menino, que mora no leste da China, no município de Cangnan, teve o caso divulgado quando conversou com um jornal local, o Qianjiang Evening Post. À mídia, ele disse que notou o crescimento do seu peito desde que tinha 13 anos. 

Desde então, ele e seus pais visitaram inúmeros hospitais, mas não conseguiram encontrar uma cura até chegarem ao Hospital Central de Wenzhou, no início de julho deste ano, quando foram recebidos pelo Dr. Pan Zhongliang, o médico-chefe. 

O Dr. Pan submeteu o garoto a uma ultrassonografia, que apontou um crescimento na glândula mamária do peito direito. Já o peito esquerdo parecia normal e não mostrava nenhum sinal de inchaço. 

O médico e sua equipe realizaram uma mastectomia no paciente, que foi dispensado do hospital cinco dias depois. Esse procedimento é conhecido por remover totalmente a mama. Muito usada em pacientes que tiveram câncer de mama ou que têm uma grande probabilidade de desenvolver a doença – e recorrem à técnica como uma medida preventiva.

Fast Food 

Para o Dr. Pan, que diz atender mais de 100 pacientes adolescentes todos os anos que sofrem com a doença, o crescimento do peito do garoto pode ter sido causado por um desequilíbrio hormonal, causada pelo excesso de fast food ingerido pelo paciente.

O médico explicou que esses alimentos são muito gordurosos e contém produtos químicos que podem afetar certas “mudanças de sexo”. Segundo ele, alimentos como frango frito, leite de soja e geleia real devem ser evitados. 

A condição é chamada de ginecomastia, que é caracterizada em homens pelo crescimento de peitos parecidos com mulheres. O fenômeno pode ter causa fisiológica, por uso de drogas e anabolizantes ou até mesmo medicamentos.



Fonte: iG
logomarca do portal meionorte..com