Homem é condenado a pagar R$ 20 mil por xingar pelo WhatsApp

Ele chamou uma advogada de 'feminista filha da puta'

As pessoas estão acostumadas a achar que a internet é uma terra de ninguém onde tudo vale, mas as leis da sociedade também se aplicam no ambiente virtual. Conforme informado pela coluna da Mônica Bérgamo, um profissional de relações públicas foi condenado a pagar R$ 20 mil a uma advogada por chamá-la de "feminista filha da puta" em um grupo do WhatsApp.

O incidente aconteceu em junho, quando o réu publicou piadas machistas e xingamentos contra a ex-presidente Dilma Rousseff em um grupo. Ao reclamar das publicações, a advogada foi insultada.


WhatsApp
WhatsApp


Fonte: msn
logomarca do portal meionorte..com