Homem é preso, tem surto e morre dentro da delegacia de Barras

Em março de 2015, o homem assassinou um lavrador

O detento Francisco Gama de Lima, 28 anos, morreu na noite de sexta-feira (21) dentro de uma cela na delegacia de Barras. Ele teria chegado ao distrito no período da tarde após um surto mental e ter sido medicado no Hospital regional Leônidas Melo. A família do homem teria chamado a polícia para levá-lo após o surto e as ameças que estava fazendo a outras pessoas no Bairro Vila França.

Image title

A preocupação da família tem fundamento. Em março do ano passado, após um choque nervoso, ele assassinou o lavrador  Estêvão de Araujo Lima, de 30 anos.

Não se sabe se o problema de  Francisco Gama de Lima é mental ou se foi provocado pelo uso de drogas. Somente a perícia do Instituo Médico Legal (IML) poderá informar se foi um ataque cardíaco, uma overdose ou um efeito colateral da mistura de alguma substância que ele pudesse ter ingerido com o medicamento recebido. Todas essas hipóteses são especulações que serão desvendadas após o laudo médico.

Francisco Gama não foi preso pela morte de Estêvão. Alegou legítima defesa e estava morando em outro estado. Havia retornado recentemente para Barras.

A diretora do Hospital Regional Leônidas Melo, Laianne de Sousa confirmou que o homem esteve na unidade, foi medicado e depois levado para a delegacia. ” Realmente ele deu entrada no hospital trazido pela própria polícia com queixa da família pedindo que levassem ao hospital.  Foi atendido, medicado e após chegar na delegacia veio a óbito. O IML  foi acionado para verificar a causa morte. Vamos aguardar o laudo”, disse.

Fonte: Com informações do Longah
logomarca do portal meionorte..com