Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Homem morre no Acre após queda de paraquedas; vídeo

Homem, de 57 anos, tinha mais de 1,3 mil saltos no currículo

Homem morre no Acre após queda de paraquedas; vídeo
Salto | Reprodução
Compartilhe
Google Whatsapp

Um paraquedista de 57 anos morreu, na madrugada deste domingo (4), após um acidente durante um salto em um evento em Cobija, na Bolívia. Weimar Becêrra Ferrera caiu durante um salto de paraquedas e foi transferido para o Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco.

Image title

No vídeo, o paraquedista parece ter perdido o controle do equipamento e cai no meio da multidão. De acordo a filha, que também é paraquedista, ele chegou a ser levado para um hospital em Cobija mas, em seguida, por conta da gravidade do estado de saúde, Ferrera foi encaminhado para a capital acreana, mas não resistiu.

O homem era paraquedista profissional há mais de 20 anos e tinha mais de 1,3 mil saltos no currículo. "Era experiente. Acreditamos que ele passou mal durante o salto e como pegou uma rajada de vento muito forte, não conseguiu controlar o equipamento, que era profissional e caiu", contou a filha.

Ferrera, que é boliviano e, segundo a filha, também tinha nacionalidade brasileira, fazia um salto durante a comemoração do Dia Nacional da Força Aérea Boliviana. A rota combinada era que ele fizesse o pouso na área do aeroporto de Cobija, porém, o paraquedista caiu em uma tenda. De acordo com a filha, ninguém foi atingido.

O acidente ocorreu por volta das 14h (horário da Bolívia), 13h (horário local). A filha conta que Ferrera deu entrada no Huerb, em Rio Branco, com fraturas na costela e os dois pulmões perfurados. O paraquedista também teve hemorragia interna e morreu por volta das 5h deste domingo.

Emocionada, a filha lembrou que o pai era um esportista e que era considerado campeão nacional na Bolívia. Ele praticava além de paraquedismo, motocross, mergulho, trilhas e esportes de velocidade. "Todos da família somos aventureiros, e eu vou continuar por ele. Havia parado de saltar, mas vou voltar por ele", disse.


Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp
Carregar os comentários (0)

comentários

fechar comentários
Nenhum comentário feito até o momento

veja também

Recomendamos

Localização

Definir a localização padrão

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Fique por dentro

Receba notícias quentinhas diretamente no seu whatsapp

Continuar

Falta pouco, agora escolha as categorias que deseja receber notícias

Aperte (ctrl + clique) para selecionar vários
Pronto!

Agora você passará a receber novidades diretamente no seu whatsapp.

Termos de uso

Texto

Política de privacidade

Texto