Homem tem surto psicótico e decapita sobrinha de 18 meses

O homem a esfaqueou e sequestrou a criança

Um russo de 42 anos faleceu após ser baleado pela polícia enquanto carregava pelas ruas o corpo decapitado de sua sobrinha-neta de apenas 18 meses. O homem, identificado como Mikhail Elinsky, teria tido um surto psicótico e cometido o crime após ser liberado de um hospital psiquiátrico onde estava internado.

Segundo informações do "Metro.uk", Mikhail estava internado na Instituição após ser julgado e condenado pela morte de uma mulher em 2011. Após ser solto, o homem foi para a casa da própria sobrinha, na cidade de Astrakhan, a esfaqueou e sequestrou a criança. Identificada como Tatiana, a mãe foi encontrada com diversas lesões no abdômen após o esfaqueamento e levada para o hospital.


"Nós estávamos nos preparando para sair e minha filha estava sentada no seu triciclo. Ele agarrou ela, a levou para a cozinha. Ele fechou a porta e começou a cortar ela. Eu tentei parar ele e correr para a cozinha, mas ele me atingiu no estômago com a faca", declarou Tatiana à mídia local.

Um vídeo divulgado nas redes sociais mostra o momento em que Mikhail anda desnorteado pelas ruas da cidade carregando o corpo da menina. Policias tentam o conter, mas são ameaçados com a faca. Posteriormente, autoridades confirmaram que após meia hora de tentativa de prisão, policias atiraram contra o homem e o detiveram. Ele foi então encaminhado para um hospital, onde faleceu devido aos ferimentos.

De acordo com a publicação, Mikhail Elinsky foi diagnosticado com esquizofrenia paranóide e encaminhado para um hospital psiquiátrico de alta segurança. Recentemente, ele foi liberado após médicos o considerarem "saudável".

Fonte: Com informações da UOL
logomarca do portal meionorte..com