HUT registra queda de 33% no atendimento durante o Carnaval

Atendimentos por acidentes de trânsito caíram 28,7%

Desde a implantação do novo fluxo, em dezembro de 2016, na rede de saúde de Teresina, o setor de estatística do Hospital de Urgência de Teresina (HUT) tem registrado queda no atendimento aos pacientes clínicos. Durante o carnaval deste ano, por exemplo, foi registrado uma queda de 33% do total de atendimento, se comparado ao mesmo período do ano passado. Entre os dias 24 de fevereiro e 1° de março o HUT atendeu 796 pessoas e realizou 212 cirurgias.

Com relação aos acidentes de trânsito a queda foi de 28,7%, também se comparado ao carnaval de 2016. Foram atendidas 198 pessoas vítimas de acidentes de trânsito, sendo que 157 foram somente vítimas de acidentes com motocicleta. As agressões físicas foram 52 atendimentos, 11 vítimas de arma de fogo, 24 por arma branca, 14 espancamentos e três por outros meios.

Hospital de Urgência de Teresina (Crédito: Reprodução)
Hospital de Urgência de Teresina (Crédito: Reprodução)

O diretor geral do HUT, Dr. Gilberto Albuquerque, explica que com o novo fluxo melhorou a qualidade do atendimento e aumentou a gravidade dos casos.

“Com o novo fluxo, o HUT passou a desempenhar melhor seu papel para atendimentos de urgência e emergência de média e alta complexidade. Conseguimos melhorar ainda mais a qualidade da nossa assistência e prestar uma assistência mais digna aos nossos pacientes sem superlotação nos corredores do Hospital”, destacou o diretor.

O novo fluxo foi elaborado e implantado pela extinta Fundação Hospitalar de Teresina (FHT) no dia 05 de dezembro de 2016. O objetivo principal é qualificar o atendimento de urgência e emergência na capital. Com a implantação desse novo fluxo o HUT passou a receber apenas pacientes referenciados ou encaminhados pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). Os casos de menor gravidade estão sendo direcionados para os hospitais de menor porte, localizados nos bairros de Teresina e as Unidades de Pronto Atendimento (UPA´s) dos bairros Promorar e Renascença.

Fonte: Portal Meio Norte