Novas obras de infraestrutura vão atrair mais investimentos para o Piauí, segundo destacou o presidente do Instituto de Desenvolvimento do Piauí (Idepi), Leonardo Sobral, em entrevista ao Programa Banca de Sapateiro, na TV Jornal Meio Norte. O órgão vem realizando diversos empreendimentos em várias regiões do Estado, além da adutora de água do litoral, barragens recebem recursos para execução de reformas e uma nova estrada reduzirá a distância ao Parque Nacional de Sete Cidades, em Piripiri.

"Essa é uma nova rodovia que está em pleno vapor, com 70% concluída. Estamos estimando que já no 1º semestre de 2020 inauguraremos essa estrada junto com o governador Wellington Dias e vai beneficiar o turista e moradores de cidades próximas ao parque, porque vai encurtar o caminho. Será uma via moderna e bem sinalizada com todo conforto e segurança para quem visitar Sete Cidades", explica Leonardo Sobral.

Crédito: ASCOM IDEPICrédito: ASCOM IDEPI

A nova rodovia dará acesso ao Parque através da cidade de Brasileira, na PI-111. Com a facilidade maior de acesso da via, o Parque deverá receber mais visitantes e aventureiros, o que vai revalorizar o local. Leonardo citou que recursos já estão garantidos para execução de obras de manutenção nas barragens do Bezerro, em José de Freitas, e a do Emparedado, em Campo Maior.  “São recursos do Orçamento da União, aprovados no final do ano passado pelo Ministério do Desenvolvimento Regional e que deverão ser usados para a recuperação dessas barragens. A execução das obras é de responsabilidade da Secretaria de Defesa Civil do Governo do Estado”, destacou o diretor do Idepi.

Outra novidade é sobre a barragem de Atalaia, obra importante para região Sul, localizada em Corrente, e cujas obras poderão ser concluídas ainda neste ano. De acordo com Leonardo Sobral, o Idepi conseguiu aprovar a reformulação do plano de trabalho junto à CODEVASF. “Hoje, a barragem está com 81% das obras concluídas e com nossa reformulação do plano de trabalho conseguimos orçamento para 2020 de R$ 12 milhões, concluiremos o maciço, fecharemos a parede e realocaremos a população que mora ao redor da barragem em dois assentamentos. Serão 90 casas para a população morar de forma digna", garantiu.

Fases da adutora do Litoral.

Crédito: ASCOM IDEPICrédito: ASCOM IDEPI

O empreendimento contempla a construção de 14 redes que levarão água potável para toda região litorânea, e     a adutora do litoral segue em ritmo acelerado. A ETA IV e do Centro Integrado de Tratamento Pindorama - Coqueiro - Barra Grande, implementada pelo Idepi com recursos do Governo Federal e Governo Estadual, tem mais de 80 km de extensão e está sendo executada em duas etapas.

"A primeira etapa estimamos que levaremos este ano água potável de forma regular para o abastecimento de casas e restaurantes nas praias de Macapá, Maramar e do Arrombado. Haverá uma segunda etapa, que iniciaremos no 2º semestre de 2020, levando água para Barra Grande. São cerca de 82,44 km de extensão de adutora interligando todo o trajetória que inclui Cajueiro da Praia, Ilha Grande e o nosso maior ponto turístico, Barra Grande. Com esse empreendimento será possível desenvolver mais ainda aquela região", esclarece Leonardo Sobral.  "No reservatório do bairro Pindorama será concretado um reservatório com a capacidade de 3.540 m³ de água. Esse reservatório tem a capacidade de sustentar a cidade de Parnaíba em um dia caso haja falta de abastecimento", concluiu