Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Iluminação pública será administrada por PPP

A PPP irá modernizar a rede municipal de iluminação pública através da ampliação do parque energético e instalação de lâmpadas de led

Compartilhe

Para tentar resolver o problema da iluminação pública de Teresina, a Prefeitura Municipal convocou a comunidade para ouvir suas reclamações numa audiência aberta realizada durante toda a manhã da sexta-feira (01), que reuniu líderes comunitários, empresários do setor e comunidade em geral. Na ocasião, foi apresentado um novo modelo de gestão da iluminação pública da capital. O sistema será gerenciado por uma Parceria Público-Privada (PPP).

A PPP irá modernizar a rede municipal de iluminação pública através da ampliação do parque energético e instalação de lâmpadas de led, que são mais econômicas e duram mais tempo. Essa ideia está sendo direcionada pela Secretaria Municipal de Parcerias e Concessões.

“Apresentamos o desenho do projeto, o valor de investimentos, vamos fazer a modernização do parque de iluminação pública de Teresina. O objetivo é deixar eficiente o parque e aumentar a luminância para a sociedade. A população perguntou, questionou e fez sugestões, agora vamos trabalhar em cima dessas contribuições”, explica a secretária da Semcop, Monique Meneses.

Nos próximos 20 anos, o ente privado vai gerir todo o sistema, oferecendo mudanças, inclusive apostando em tecnologias para acabar com a escuridão dos bairros. Por meio da concessão, haverá a substituição das lâmpadas de sódio (amarelas) por lâmpadas de LED (brancas) na zona urbana e rural da capital.

Em fases anteriores, a PPP passou por aprovação da Câmara de Vereadores de Teresina. Paralelo à audiência, está em andamento a realização de consulta pública. A audiência é uma das etapas do processo de licitação do projeto.

Ainda de acordo com a secretária, o projeto prevê a garantia da redução na conta de energia. A PMT desenvolverá um programa de serviços que incluirão cadastro, operação, manutenção e adequação. Os serviços serão divididos em fases, a preliminar, que ocorre em 60 dias; a fase 1, em até 120 dias, e a fase 2, início da concessão. O lançamento do edital para a licitação entre as empresas ocorrerá após o Carnaval.

Somente nos dois primeiros anos, a PPP investirá R$ 120 milhões no setor, mas para ser bem gasto, ouvir a comunidade é o primeiro passo.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar