Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Aos 24 anos, rapaz defende avós que o sequestraram há 19 anos

Avós fugiram com o garoto em 1994 após disputa sobre sua guarda.

Aos 24 anos, rapaz defende avós que o sequestraram há 19 anos
Aos 24 anos, rapaz defende avós que o sequestraram há 19 anos | Reprodução
Compartilhe

O americano Richard Wayne Landers, agora com 24 anos, saiu em defesa de seus avós paternos que o sequestraram quando ele tinha apenas cinco anos, em 1994, dizendo que "era exatamente onde eu deveria estar", segundo a emissora de TV "Kare".

Landers, que havia sido sequestrado há quase duas décadas no estado de Indiana, nos Estados Unidos foi encontrado vivendo com outro nome no estado de Minnesota, segundo informou a polícia na sexta-feira.

Richard Wayne Landers Jr. foi sequestrado por seus avós paternos quando sua mãe, desempregada, morava em um carro. Ele vivia com o nome de Michael Jeff Landers.

Segundo a polícia, os avós devem responder legalmente pelo sequestro.

O menino vivia com os avós desde o nascimento. Entretanto, em julho de 1994, a mãe de Richard passou a disputar na Justiça a custódia do filho. Foi quando os avós fugiram com o garoto.

?Não tenho certeza de que os avós tinham a custódia legal do menino?, afirmou o policial John R. Russell, que passou meses investigando o caso em 1994. ?Os avós são boas pessoas. Foi errado fazer aquilo, mas posso entender?.


Aos 24 anos, rapaz defende avós que o sequestraram há 19 anos

Segundo a polícia de Minnesiota, os avós confirmaram a identidade de Richard. Eles também trocaram de nome.

Na época do sequestro, os avós foram procurados pela polícia, mas o caso foi arquivado em 2008. A polícia reabriu a investigação em setembro de 2012, quando o padrasto de Richard entregou o número do seguro social do menino para a polícia de Indiana.

Foi quando os policiais descobriram que um homem utilizando o mesmo número e a mesma data de nascimento morava em Long Prairie.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar