Após furacão Irma, avião fará resgate de 65 brasileiros no Caribe

Segundo o Itamaraty, eles foram deslocados para abrigos.

O governo brasileiro prepara um plano de remoção para retirar 32 cidadãos brasileiros que estão na ilha de Saint Martin, no Caribe, após a passagem do furacão Irma pela região deixar ao menos 27 mortos em cinco ilhas. Neste domingo (10), o Irma perdeu a força e atingiu a Flórida , deixando mais três mortos.

Ao todo, 65 cidadãos do país que estão no Caribe são monitorados pelo Ministério das Relações Exteriores, que também trabalha com o governo do Reino Unido para resgatar os brasileiros que estão em territórios britânicos na região.

Os brasileiros sob atenção consular estão localizados nas Ilhas Virgens Britânicas (22 pessoas), em Turks e Caicos (11) e na ilha de Saint Martin (32), território de 87 km2 que pertence parte à França e parte à Holanda e que foi um dos mais devastados pelo Irma.

Segundo o Itamaraty, eles foram deslocados para abrigos, como a maioria das populações locais -as administrações das ilhas não fazem distinção entre locais e turistas ao prestar socorro. Alguns já teriam sido incluídos em planos de remoção executados por França e Holanda.

Na próxima terça (12), o governo enviará um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) para Saint Martin, onde as condições meteorológicas melhoraram. Em Tortola (Ilhas Virgens britânicas) o aeroporto ainda não apresentava condições de pouso até o início da noite deste domingo.

O Brasil não tem representação diplomática nos territórios em questão, e o atendimento tem sido feito por telefone e mensagens. Os consulados e embaixadas mais próximos, que trabalham na prestação de assistência, estão em São Cristóvão e Nevis, Barbados e Trinidad Tobago.

Fonte: Com informações do Noticias ao Minuto
logomarca do portal meionorte..com