Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Banhistas fazem "corrente humana" e salvam família de afogamento

Caso aconteceu em praia da Flórida, no último sábado (08)

Banhistas fazem "corrente humana" e salvam família de afogamento
Corrente humana chegou a ter 100 metros | Reprodução
Compartilhe
Google Whatsapp

O que seria um simples passeio na praia em família quase acabou em tragédia, se não fosse pela boa vontade, solidariedade e uma "corrente humana" formada por banhistas nos Estados Unidos. Roberta Ursrey curtia a praia de Panama City na Flórida no último sábado (8), na companhia da mãe, marido, filhos e sobrinhos. A tarde de diversão se transformou em drama de uma hora para outra.

Após tomar um banho de mar, Roberta não encontrou seus filhos. Quando os viu, estavam bem longe da areia. Eles já choravam e gritavam que estavam sendo puxados para o fundo do mar pela correnteza. 

Desesperada, a mulher e seus outros familiares correram para tentar salvar as crianças. Devido à força do mar, porém, acabaram puxados também pela força da água. Foi quando a banhista Jessica Simons e seu marido perceberam uma movimentação em volta da água.

Corrente humana chegou a ter 100 metros (Crédito: Reprodução)
Corrente humana chegou a ter 100 metros (Crédito: Reprodução)

A princípio, o casal acreditou ser por conta de um tubarão. Ao notarem que 9 pessoas estavam se afogando, a mulher pegou uma prancha de bodyboard que havia encontrado na areia e nadou em direção à família, enquanto seu marido começou a formar uma corrente humana para ajudar a trazer as pessoas de volta à areia. No momento dramático, Jessica revelou ao jornal New Herald ter sido forte em seu instinto: "Essas pessoas não vão se afogar hoje. Não vai acontecer, nós vamos tirá-las de lá".

Enquanto Jessica remava, a corrente humana foi aumentando, com 80 pessoas dando as mãos e alcançando uma distância de quase 100 metros. Segundo a mulher, algumas delas mal sabiam nadar, mas quiseram participar ficando no raso para participar ficando no raso para ajudar a tirar a família em perigo.

A mãe de Roberta Ursrey sofreu um infarto ao ser resgatada e chegou a pedir que a deixassem e salvassem o restante de seus familiares. Mas aos poucos, Jessica e seu marido, com a ajuda da corrente humana, conseguiram salvar a todos, um por um. "Foi algo impressionante de ver. Essas pessoas que nem se conhecem confiando umas nas outras para poder salvar a família", conta Jessica.

Roberta comentou que não lembra de ter sido resgatada - se recorda apenas de acordar na praia após ter desmaiado.

"Eu sou muito grata. Essas pessoas são anjos de Deus que estavam no lugar certo, na hora certa. Eu devo a minha vida e a vida da minha família a eles. Sem eles não estaríamos aqui", completa. A mãe da mulher foi retirada de ambulância e precisou ser reanimada e continua no hospital. Um de seus sobrinhos quebrou a mão, mas passa bem. Os outros continuam se recuperando, mas, sem ferimentos graves. 


Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp
Carregar os comentários (0)

comentários

fechar comentários
Nenhum comentário feito até o momento

veja também

Recomendamos

Localização

Definir a localização padrão

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Fique por dentro

Receba notícias quentinhas diretamente no seu whatsapp

Continuar

Falta pouco, agora escolha as categorias que deseja receber notícias

Aperte (ctrl + clique) para selecionar vários
Pronto!

Agora você passará a receber novidades diretamente no seu whatsapp.

Termos de uso

Texto

Política de privacidade

Texto