Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Embaixadora da Nicarágua é chamada após morte de brasileira

Raynéia Gabrielle foi morta a tiros na noite de segunda

Compartilhe
Google Whatsapp

A embaixadora da Nicarágua no Brasil, Lorena Martínez, foi convocada nesta terça-feira (24) a dar explicações ao Ministério das Relações Exteriores sobre a morte da estudante brasileira Raynéia Gabrielle Lima.



Raynéia Gabrielle Lima
Raynéia Gabrielle Lima



A conselheira da embaixada brasileira em Manágua, Tatiana Barbosa, informou que o órgão diplomático foi alertado por testemunhas da morte de Raynéia. Segundo Barbosa, a estudante teria sido encaminhada para o Hospital Militar de Manágua, onde não resistiu durante intervenção cirúrgica e morreu.

O reitor da universidade, Ernesto Medina, disse que ela levou um tiro "no peito que atingiu coração, diafragma e parte do fígado", em entrevista ao canal 12 da TV local.

— A morte desta menina é um sinal do que está acontecendo na Nicarágua. Contradiz o que diz Ortega, de que tudo está normal, mas é uma paz de mentira. Há paramilitares por todos os lados — sustentou Medina.

Segundo o pai da estudante, uma amiga de Raynéia ligou contando que ela voltava para casa por volta das 23h (20h no horário de Brasília) quando foi atingida por dois tiros. Ridevando Lima, de 57 anos, disse que a filha estava em um carro e o namorado dirigia outro atrás.

— Ele a socorreu, mas no hospital ela não resistiu — afirmou.

A rotina da vítima envolvia o trabalho no Hospital Roberto Huembes, em Manágua, os estudos na faculdade e aulas de yoga.

— Raynéia não tinha envolvimento com as manifestações no país, porque é estrangeira, não tinha razões para participar dos protestos.

A estudante, que completaria 31 anos no próximo dia 23, morava sozinha no país da América Central e já comentava com a família que sentia vontade de voltar ao Brasil. Após saber da notícia, a mãe de Raynéia ficou em estado de choque, segundo Ridevando, e não está em condições de dar entrevista.

Segundo registros da embaixada, Raynéia estava no país havia seis anos. Amigos da jovem publicaram mensagens de homenagem nas redes sociais.


 class=




Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Localização

Definir a localização padrão

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Fique por dentro

Receba notícias quentinhas diretamente no seu whatsapp

Continuar

Falta pouco, agora escolha as categorias que deseja receber notícias

Aperte (ctrl + clique) para selecionar vários
Pronto!

Agora você passará a receber novidades diretamente no seu whatsapp.

Termos de uso

Texto

Política de privacidade

Texto

×